Amor-Próprio

A minha felicidade está dentro de mim, não em ter alguém ao meu lado

A felicidade verdadeira é um estado interno, que só nós mesmos podemos nos proporcionar, através do autoconhecimento, do amor-próprio e da autoaceitação.



Por muito tempo, coloquei a minha felicidade nas mãos de outras pessoas. Todas as vezes em que me apaixonava, projetava todas as minhas expectativas no parceiro e cobrava dele, ainda que indiretamente, que me fizesse feliz da maneira como sempre desejei, não com o que ele podia me oferecer e, como resultado, eu me machuquei bastante.

Foi necessário muito tempo e muitas sessões de terapia e autoconhecimento para eu perceber que estava agindo de forma completamente errada. Não importa o nosso status de relacionamento, somos nós os únicos responsáveis por nossa felicidade, não podemos dividir essa missão com mais ninguém.

As pessoas que chegam à nossa vida têm apenas o poder de agregar coisas a ela e tornar nossa jornada especial, mas não de fazer-nos felizes. A felicidade verdadeira é um estado interno, que só nós mesmos podemos nos proporcionar, através do autoconhecimento, do amor-próprio e da autoaceitação.


Somos as únicas pessoas que podem trazer a alegria verdadeira para nossa vida, e quanto mais cedo compreendermos isso, mais tempo teremos para trabalhar por nossa felicidade e nos realizar por conta própria. Assim poderemos buscar relacionamentos saudáveis, em que enxergamos no outro um motivo a mais para sermos felizes, e não a cura para todos os nossos problemas.

Relacionamento em que o outro é visto como responsável pela nossa felicidade não demora muito para tornar-se dependência emocional. Precisamos fugir disso.

É muito perigoso fazer do parceiro romântico a única esperança de sermos felizes. Pessoas são passageiras, não temos como saber até quando estarão conosco, ainda que vivamos felizes ao seu lado. A vida nos surpreende a todo momento, e precisamos garantir que conseguiremos seguir nosso caminho confiantes e felizes, mesmo sem aqueles que amamos.

Precisamos cultivar a felicidade dentro de nós mesmos para que ela seja realmente verdadeira e nos acompanhe em qualquer caminho que a vida nos mande seguir. Somos os nossos únicos eternos companheiros de jornada, todo o resto é apenas temporário, por isso é vital aprendermos a ser felizes em nossa companhia.


Ser feliz consigo mesmo não priva ninguém de amar outra pessoa nem de construir uma vida de alegrias e conquistas com ela, apenas lhe traz ainda mais segurança e responsabilidade emocional na hora de se relacionar, porque pode tratar o outro como companheiro livre, não como posse.

Experimente ser feliz consigo mesmo, sem a necessidade de ninguém. Faça as coisas de que gosta, ainda que seja sozinho, busque seus sonhos, divirta-se com os amigos, explore o mundo.

Isso lhe trará maturidade emocional e lhe mostrará que você é o grande amor da sua vida e que o relacionamento consigo mesmo deve ser sempre sua prioridade.

Dedicar-se a si mesmo lhe trará a completude que você sempre buscou e lhe permitirá se relacionar muito melhor com seus amores.


Faça isso por si mesmo, você merece a forma mais verdadeira de felicidade!

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos. Direitos autorais da imagem de capa: Alessio Cesario/Pexels.


Quando sua mãe se for, você perceberá que ela foi sua melhor amiga

Artigo Anterior

Antes pai solteiro do que ao lado de alguém que não aceita os meus filhos

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.