Leia isto se você está constantemente preocupado com o que vai fazer com sua vida

5min. de leitura

“Então, o que você está fazendo com sua vida?”



Aí está. A mais temida das perguntas. O tipo de pergunta que faz você evitar determinadas situações sociais por medo de ver alguém que possa te parar e perguntar:

O que exatamente você se tornou, agora você cresceu?

Na linha do tempo imaginada de sua vida, você tinha tudo planejado – cada etapa em ordem cronológica, marcada por um pequeno ponto, exatamente quando e onde tudo deveria acontecer. Claro, você pode ter ficado um pouco confuso quando se formou no colégio, mas depois tudo se ajeitaria. Você iria encontrar-se. Você iria encontrar a sua paixão. Você iria fazer seu mestrado, talvez até PhD, porque você amava muito o que estava fazendo.

Sua carreira iria decolar. Você iria se apaixonar por alguém que conheceu em alguma terça-feira em um café ou metrô. Seria tão perfeitamente aleatório (embora clichê), que nenhum de vocês jamais se cansaria de contar a história. Você iria se casar e ter filhos. Você teria todas estas formas concretas de medir o seu sucesso.


leia isto se você está constantemente2

Ninguém nunca te disse que a vida é rude e teria respeito zero com seu cronograma. Ninguém nunca te disse que as coisas raramente, ou nunca, seguiriam o seu plano. Esqueceram de mencionar todo o tempo que você passaria de coração partido sobre as pessoas que perderia ao longo do caminho. Se esqueceram de mencionar que a linha entre o “para sempre” e “nunca mais” é tão fina, que você iria passar por cima mais vezes do que poderia imaginar.

Ninguém nunca disse que você nunca iria parar de crescer, nunca iria parar de mudar. Como as coisas que você queria ontem podem não ser as mesmas que quer hoje, e que amanhã você pode querer algo completamente diferente. Nunca te disseram como outras pessoas podem mudar de opinião tão rapidamente e facilmente como você muda a sua própria, e como ainda pior, estão autorizadas a fazê-lo.


Ninguém nunca lhe disse como, assim como muda suas roupas, você teria que “vestir” muitas versões diferentes de si mesmo – tentando encontrar uma que se encaixa, uma para a qual você pode ficar olhando no espelho todas as manhãs. Se esqueceram de mencionar que um dia você pode ser tão confuso, que não será capaz de encontrar as palavras para responder a uma pergunta tão simples como, “Então, o que você está fazendo com sua vida?”

Ninguém nunca te disse que algum dia você teria que fazer a transição dolorosa da pessoa que sempre pensou que seria, para a pessoa que você realmente é.

Se esqueceram de mencionar que quando você se encontra nesta fase, a coisa mais importante a fazer, a única coisa a fazer, é aprender a amar a si mesmo.

leia isto se você está constantemente

Amar-se com a totalidade e a certeza com a qual você ama seu melhor amigo.

Imagine que ele te ligou no meio da noite, chorando sobre a mais recente decepção de sua vida.

Você ouve-o. É gentil e paciente com ele. Diz a ele que o entende. Diz-lhe que é inteligente, bonito, capaz, e que só merece o melhor. Você lembra-o de todas as suas realizações e as dificuldades que já superou. Você lhe diz que vai ficar bem, que tudo vai dar certo. E você acredita. Você acredita nele.

Imagine o que poderia acontecer se você dissesse a si mesmo estas coisas.

Imagine o que poderia acontecer se você deixar-se acreditar nelas.

___

Traduzido pela equipe de O SegredoFonte: Thought Catalog

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.