Amor-PróprioColunistas

Mude alguns hábitos e aprenda a ser feliz consigo mesmo!

Aprenda a ser feliz consigo mesmo! Aprenda a gostar de estar com você. Descubra em você uma deliciosa companhia!



Solidão a sós, a dois ou na multidão, será sempre solidão. O vazio que tumultua, o silêncio que ensurdece, a sensação que esvazia. Cai a noite e mexe na ferida aberta, sufoca e emudece enquanto o coração grita desesperadamente. Mas ao contrário do que se pode imaginar, ela vem de dentro para fora. Ninguém precisa ser abandonado, morar sozinho, ter poucos amigos e não ter um relacionamento amoroso para sofrer de solidão. O contrário também é verdadeiro.

Há o vazio que preenche, o silêncio que fala suave, mesmo sem ninguém ao lado.

A diferença se faz em dois conceitos: Solidão é o que fere, é o sentir-se só estando sozinho ou acompanhado e a Solitude é o sentir-se bem consigo mesmo, é o desfrutar da própria companhia. Aprenda a gostar de estar com você. Descubra em você uma deliciosa companhia.


Não jogue sobre os ombros de uma outra pessoa o peso das suas carências, o fardo de preencher seus espaços vazios. Aprenda a ser feliz com você!

Mude alguns hábitos e a forma de encará-los. Não espere companhia para ir ao cinema assistir a um filme, vá assim mesmo. E não vá triste como se fosse um fracassado social, sem amigos e um amor. Vire a chave e em vez de ir sozinho, leve-se ao cinema. Anime-se, arrume-se e aproveite cada momento do passeio, olhe à sua volta enquanto anda na rua, ou ponha sua música preferida para tocar no som do carro, compre o bilhete como um presente a si mesmo, coma pipoca, se gostar, caso contrário, tome um milk shake, coma chocolate ou nada disso, se não gostar de comer na sala de exibição. Faça só o que lhe dá prazer e curta o filme que você estiver com vontade de ver.

Faça o mesmo se quiser ir ao teatro ou sentar na praça de alimentação de um shopping, numa sorveteria, restaurante ou show.

Dance ao som de uma música que adora, enquanto limpa a casa ou arruma seu armário. Cante ao chuveiro, leia algo interessante, cozinhe uma massa e a saboreie com um vinho, aprecie a natureza, fotografe!


Se puder, tenha coragem de fazer uma viagem sozinho. Escolha um lugar que sonha conhecer e pare de esperar que mais alguém partilhe desse sonho para vivê-lo com você.

Você pode fazer coisas interessantes e viver experiências incríveis sem precisar que alguém queira fazer também, e não precisa se sentir mal por isso. Não é que você seja uma pessoa chata, desinteressante ou vítima de uma conspiração da vida. Acontece que seu caminho é pessoal e intransferível e há coisas que devem ser entre você e você. Há momentos que precisam ser vividos a sós consigo para se alcançar a plenitude.

É muito bom dividir a vida com alguém, mas a primeira pessoa com quem deve dividi-la é você mesmo. Aprenda que estar com você não é o mesmo que estar sozinho e desfrute da sua própria companhia.

Encontre a paz que há na solitude e seja feliz ao seu lado!



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: wernerimages / 123RF Imagens


“extraordinário” – o amor transforma pessoas, permite que sejam mais encantadoras

Artigo Anterior

Não me subestime! Minha mansidão não é descuido, é confiança!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.