5min. de leitura

Não priorize o que te faz mal

Perdemos nossa vida pensando em soluções para problemas imaginários, ficamos ansiosos por situações desnecessárias e nos preocupamos por coisas que nunca aconteceram


Perdemos horas pensando naquilo que não é importante. Fato! Permitimos que a angústia nos domine e acumulamos traumas por questões que seriam resolvidas facilmente, se não nos importássemos tanto com coisas supérfluas. Perdemos nossa vida pensando em soluções para problemas imaginários, ficamos ansiosos por situações desnecessárias e nos preocupamos por coisas que nunca aconteceram.

O grande problema disso tudo é que, além de perdermos a nossa saúde acumulando sentimentos pesados, perdemos nosso precioso e escasso tempo de vida. Os dias voam, escorrem pelos nossos dedos e quando percebemos nos resta pouco tempo para aproveitar o lado bom da vida.

Então, por hoje, apenas respire. Pare alguns minutos e analise se os seus problemas merecem toda a atenção dedicada a eles.

Analise se você não está dedicando tempo demais ao que não tem valor. Se está priorizando pessoas e situações erradas que só desgastam seu equilíbrio emocional e acreditando ser isso o que você merece ter. Inspire e respire…


Agora volte aqui e me responda com toda a sinceridade: “Você tem se anulado pelos outros? Você tem se esforçado para cumprir uma agenda que nem a mulher maravilha seria capaz de fazê-la. Tem perdido a paciência com frequência e valorizado relacionamentos abusivos?”

Se você respondeu sim a qualquer uma das perguntas está na hora de reavaliar a sua vida.

A nível de um equilíbrio emocional é extremamente importante, de vez em quando, “explodir”, pirar e fazer o que der na telha, desde que, claro, isso não interfira na liberdade do outro.


Seria maravilhoso poder sair no meio do trabalho sem dar satisfação e ir para casa dormir ou assistir ao fim daquele seriado maravilhoso. Mas, como seres sociais e atarefados, isso nem sempre é possível.

Então, para uma melhor qualidade de vida, procure priorizar o que lhe faz bem. Nem que seja ficar sem fazer nada por algumas horas.

Saia para jantar, vá ao cinema, visite aquele amigo de anos, tome um vinho no meio da tarde… faça o que bem entender, mas seja a sua prioridade por um momento.

Imagino que a essa altura do campeonato você já esteja gritando o quão difícil é realizar isso. Mas quer a verdade? É possível, sim! Lembre-se sempre de que a prioridade das coisas está sob o seu poder.

Tudo está sob o seu poder de decisão. No trabalho, na vida e no amor é você quem decide o que afeta ou não a sua vida. Lembra da famosa frase: “Não trate como prioridade quem te trata como opção”, então, aplique-a em todos os aspectos da sua vida (social, profissional e afetivo).

Não é o trabalho o mais importante. Ele é apenas uma forma de você poder usufruir sua vida em abundância. Não é o relacionamento amoroso a essência da sua vida. É o sentimento que ele proporciona que te faz uma pessoa melhor. Não é o companheiro de vida a razão da sua felicidade. É o quanto você se respeita e se ama para ser, realmente, feliz.

Por tudo isso, se eu pudesse lhe dar um conselho agora, seria: jamais esqueça do que lhe faz bem, incluindo você! Priorize as suas vontades, os seus projetos e os seus sonhos. Concentre-se no que lhe faz bem e nas pessoas que proporcionam paz ao seu coração.

Viva bem e faça seus dias ficarem melhores. Você é mais do que pensa e pode mais do que consegue imaginar!


Direitos autorais da imagem de capa: Matteo Petralli/Pexels.


Gostou da nossa matéria? Clique aqui para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos.



Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.