Se ele não procura você, é porque já não sente mais a sua falta. Não se engane!

4min. de leitura

Não é saudável ficar implorando a atenção de alguém que nitidamente já não demonstra que sente falta do seu carinho e da sua companhia.



Quando estamos perdidamente apaixonados por alguém, mesmo que essa pessoa já tenha dado todos os sinais de que já não faz mais questão da nossa presença, às vezes, continuamos nos enganando do contrário.

Criamos mil justificativas para ela não ter atendido ao telefone, respondido à mensagem ou “furado” em mais um encontro. E, mesmo diante de tantos “vacilos”, estamos sempre dispostos a perdoá-la.

É como se essa pessoa tivesse poder sobre nossas ações e sentimentos, capaz de nos cegar e não deixar perceber o que está óbvio. A verdade é que, se alguém não nos procura, é porque simplesmente não sente a nossa falta.


Essa regra vale para todo tipo de relacionamento, principalmente amoroso. Nem todo homem tem coragem e decência para dizer que não está a fim de uma mulher, quando ela demonstra a todo tempo o quanto está apaixonada, por exemplo.

Depois que um relacionamento acaba, a saudade nos faz acreditar que, mais cedo ou mais tarde, esse antigo amor vai voltar atrás, pedindo uma segunda chance. Mas a realidade é que nem sempre isso vai ocorrer!

Quem realmente quer uma pessoa demonstra isso a ela, corre atrás, diz que ainda se importa com ela, que a ama, e não fica fazendo joguinhos.

Não é saudável ficar alimentando falsas esperanças, porque a verdade é que, quando uma pessoa não nos procura, é porque já aprendeu a lidar com a nossa ausência.


Quando uma pessoa não tem o interesse em manter a outra por perto, é porque ela já não está mais disposta a construir nada ao seu lado. O interesse é a base do afeto, do carinho, do amor.

Quando um homem já não faz mais questão de estar por perto, de manter uma comunicação, seja ligando ou enviando uma mensagem para você, perguntando “como você está?”, é porque para ele tanto faz!

Entre mendigar a atenção de uma pessoa e ficar sozinho, apreciando o “luto” da solidão, é mil vezes melhor estar sozinho. Há centenas de pessoas à nossa volta que merecem a nossa atenção, o nosso cuidado, o nosso tempo e energia.

Tentar se manter próximo de pessoas que não nos escolheram para estar ao seu lado é autodestruição, falta de amor-próprio.

Não podemos forçar outra pessoa a nos amar ou sustentar sentimentos por ela por toda a vida, sendo que já deixou claro que não sente o mesmo por nós.

Podemos ser a melhor pessoa do mundo, fazer tudo pelo outro, mas se ele já não quer mais a nossa presença, devemos seguir novo caminho. A vida é curta, por isso o tempo é algo precioso, não podemos desperdiçá-lo pensando no que poderia ter dado certo, e não deu. É perda de tempo.

Não devemos nos apegar a nada que não nos faça sentir realmente bem, porque, agindo dessa forma, estamos correndo o risco de conhecer outras oportunidades e pessoas capazes de nos fazer verdadeiramente felizes.

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.