Amor-Próprio

Se tiver de escolher entre um amor abusivo e a sua liberdade, escolha ser livre

Amor não é moeda de troca Se alguém quiser obrigar você a escolher escolha a si mesma

Nenhuma pessoa tem o direito de lhe dizer o que você deve ou não fazer, nem mesmo a pessoa que você ama.



Ninguém tem o direito de pedir para você escolher entre a sua vida pessoal e um relacionamento. No amor não existe meio-termo, ou você aprende a lidar com as diferenças da pessoa que ama ou segue em frente, sozinho. Quem ama respeita, dá espaço, entende que o parceiro também precisa ter um tempo para si mesmo, para sua família, para seus amigos. O amor não é moeda de troca nem instrumento de chantagens emocionais.

Não permaneça ao lado de alguém que diz amar você, mas quer controlar cada um dos seus passos, o seu tempo, as suas escolhas. Justificar um comportamento abusivo, dizendo que ele foi motivado pelo amor, é característico de quem alimenta relações tóxicas, daquele tipo de pessoa que quer manter quem ama em uma redoma, longe de tudo e de todos. Não é só porque você está em um relacionamento que não pode mais sair com seus amigos, ir sozinho ao shopping, ao cinema.

A liberdade é um dos bens mais preciosos de nossas vidas e não a perdemos só porque decidimos construir uma história de amor ao lado de alguém.


Quem ama de verdade não limita os comportamentos do parceiro e não diz o que ele deve ou não fazer. Essas são as primeiras atitudes de uma pessoa que, mais cedo ou mais tarde, pode partir para agressões físicas e psicológicas muito mais graves.

Saiba se impor e deixar claro o que você quer ou não fazer. Jamais deixe de lado a sua individualidade para agradar a ninguém, nem mesmo à pessoa que você ama. Amor sem confiança se transforma em dependência e vira campo fértil para insegurança, acaba tornando infeliz quem mais deveríamos proteger. Por isso, não deixe que ninguém se aproveite do seu amor para tentar controlar quem você é.

Não aceite a desconfiança, o ciúme de quem mais deveria entender o quanto a lealdade é algo primordial na sua vida.

Se o seu amor um dia ousar pedir para você escolher entre ele e a sua liberdade, converse com ele, tente esclarecer que esse não é o tipo de proposta que se faça a nenhuma pessoa.


Ninguém é perfeito. Às vezes, algumas pessoas só se dão conta do quanto foram injustas com outras depois de cometer um erro grave contra elas.

Contudo, se o diálogo não for suficiente, saia pela porta da frente e retome as rédeas da sua vida. Você é sua maior prioridade e, se for para escolher, escolha a si mesmo!

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.


De que adianta a sua fé, se você não ajuda quem precisa?

Artigo Anterior

“Escolha se casar com alguém que você respeita”, aconselha Michelle Obama

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.