Você não será feliz com ninguém enquanto não aprender amar a si mesmo

4min. de leitura

Se não conseguirmos ser felizes com nós mesmos, dificilmente conseguiremos fazer outra pessoa feliz no amor. 



Muitos acreditam que só descobrimos o que é o amor de verdade, quando encontramos alguém que faça o nosso coração bater mais forte, quando nos deparamos com a nossa “metade da laranja”, dizem.

E, de fato, apaixonar-se é algo maravilhoso. Encontrar alguém disposto a construir uma história ao nosso lado é um privilégio. O amor é algo que todos devemos experimentar, mas não pode ser sinônimo de dependência.

Somos orientados desde sempre, pela família, pelos amigos, a encontrar alguém que nos complete, uma pessoa que será a nossa “metade”, como se a nossa felicidade dependesse de outro para existir, e só ficaremos bem se tivermos um parceiro.


E, a partir desse conceito distorcido de relacionamento e de quem somos, vivemos por aí testando “metades”, esperando que alguém complete algo que não nos falta.

Antes de buscar alguém, devemos primeiro aprender a nos amar e a compreender que estar num relacionamento exige comprometimento mútuo. São duas pessoas dispostas a unir suas diferenças, defeitos e virtudes para tentar construir algo novo.

Não devemos achar que um relacionamento é a salvação da nossa vida, mas sim algo que nos torna melhores.

A felicidade está em cada um de nós e não no outro. Fazer o parceiro feliz com o nosso amor é algo extraordinário, mas não há como fazer isso, se não somos felizes com nós mesmos.


A vida de casal é maravilhosa, mas procurá-la por uma falsa necessidade de dependência distorce o seu significado. Cada um de nós tem o que precisa, especialmente a capacidade de ser feliz pelo que é, quando está sozinho.

A verdadeira magia nos relacionamentos ocorre quando duas pessoas seguras de si decidem caminhar juntas.

Quando estamos satisfeitos com quem somos, não procuramos o outro pelo interesse de preencher um vazio, de ocupar o que está faltando.

Quando estamos cientes do que procuramos e do que queremos construir ao lado de outra pessoa, é que podemos realmente amar, sem medo, sem dependências.

Estaremos prontos para construir um amor pleno com outra pessoa quando estivermos satisfeitos com nós mesmos, quando cuidamos de nós e nos aceitamos, sem julgamentos e sem sermos cruéis com nós mesmos.

Se você não vê o sentido da vida estando sozinho, se não consegue ser feliz consigo mesmo, dificilmente conseguirá fazer outra pessoa feliz. Portanto, aprenda a se amar.

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.