Carta de Deus a um recém casado…

5min. de leitura

(Esta carta está dirigida ao noivo, mas se aplica também à noiva)



A mulher que está ao seu lado, emocionada, vestida de noiva, é minha. Eu a criei. Eu a amei desde sempre, antes de você e mais do que você a ama. Por ela, não hesitei em dar a minha vida. Tenho grandes projetos para ela. Confio-a a você. Você a tomará das minhas mãos e será responsável por ela.

Quando você a conheceu, achou-a bela e se apaixonou. Foram asminhas mãos que plasmaram sua beleza; foi meu coração que colocou dentro dela a ternura e o amor; foi a minha sabedoria que formou sua sensibilidade, sua inteligência e todas as boas qualidades que você encontrou nela.

Mas não é suficiente que você desfrute do seu fascínio. Precisa se empenhar em responder às suas necessidades, aos seus desejos. Você perceberá que ela precisa de muitas coisas: serenidade, alegria, equilíbrio, relações humanas, carinho, ternura, prazer, diversão, presença humana e diálogo, relações sociais e familiares, realização no trabalho e muitas outras coisas.


Mas, acima de tudo, ela precisa de mim e de tudo o que ajuda e favorece este encontro comigo: a paz do coração, a pureza de espírito, a oração, a Palavra, o perdão, a esperança e a confiança em mim, minha vida. Sou eu, e não você, o princípio, o fim e o destino de toda a sua vida.

Façamos um pacto entre nós: nós a amaremos juntos. Eu a amo desde sempre. Você começou a amá-la há algum tempo, desde que se apaixonou. Fui eu que coloquei no seu coração o amor a ela. Eu quis confiá-la a alguém que cuidasse dela.

Mas você não pode amá-la de um jeito e eu, de outro. Você precisa ter por ela um amor semelhante ao meu, desejando para ela o mesmo que eu desejo. Não há nada mais belo que isso.


Talvez você achasse que esta mulher era sua e somente sua, e agora você tem a impressão de que eu lhe estou pedindo que a compartilhe comigo. Não é isso. Não sou seu rival no amor. Pelo contrário, sou quem o ajudará a amá-la apaixonadamente. É por isso que desejo que, no seu pequeno amor, esteja presente o meu grande amor.

Com o seu amor, você poderá fazer muito por ela, mas será sempre pouco demais. Eu, ao contrário, o torno capaz de amá-la comigo. Este é meu presente de casamento: um suplemento de amor que transforma seu amor de criatura e o torna capaz de produzir as obras de Deus na mulher a quem amas.

Você irá entendendo estas minhas palavras pouco a pouco. Eu lhe garanto que você não estará sozinho nesta empreitada. Estarei sempre com você e farei de você o instrumento do meu amor, da minha ternura.

Continuarei amando a minha criatura, que se tornou sua esposa, através dos seus gestos de amor, de atenção, de compromisso, de perdão, de dedicação. Em resumo: eu o tornarei capaz de amar como eu amo, porque lhe darei uma força nova para amar, que é o meu próprio amor.

Se você a amar assim, sua união será como uma fortaleza que as tempestades da vida nunca conseguirão derrubar. Um amor construído sobre a minha Palavra é como uma casa construída sobre a rocha: nenhuma circunstância poderá destruí-la.

Hoje se acredita pouco no amor verdadeiro, no amor que dura para sempre e que oferece a própria vida ao amado. As pessoas buscam mais as emoções amorosas que o amor. Mas as emoções nascem e morrem logo, deixando só vazio e nostalgia.

Se vocês souberem se amar como eu amo, com uma fidelidade que não diminui, serão como a casa construída sobre rocha. Serão uma esperança para todos, porque todos verão que o amor é possível.

___

Foto: Wedding couple hugging © Kzenon / Shutterstock

Fonte: Aleteia

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.