4min. de leitura

Cuide do que você transmite, pois é isso que receberá

Aquilo que plantarmos colheremos. Ditado antigo, rápido e certo.


Mas quantas vezes você já se doou em uma relação e recebeu desrespeito, faltou afeto da parte do outro e você pensou que não tinha feito o suficiente? Dedicou-se no trabalho e foi demitido? E quantas vezes acabou fazendo as malas com o coração ferido e carregando um peso desnecessário: o da culpa?

Pois bem, então entenda algo: você fez a sua parte. Não se sinta culpado pela falta de amor-próprio do outro ao agir com desrespeito em relação a você, ou pela escolha do seu chefe de manter outro funcionário no seu lugar. Porque sim, a forma como o outro age só diz respeito a ele.

Precisamos aprender como vamos reagir àquilo que nos afeta, como nos afeta e ainda –  por que não? – se nos afeta.


É normal sentir medo, raiva, ansiedade, mas até certo ponto. Compreenda de onde essas emoções surgem e busque, tranquilamente, mudar esses conceitos. Aos poucos, livraremos nosso organismo do peso que essas emoções trazem.

Depois de cada dor, tropeço, não somos mais os mesmos

A vida nos cobra quando erramos. Sofremos, choramos e nos sentimos impotentes por alguns momentos. Porém, mais importante que nos permitir sentir a dor do arrependimento é entender o quanto de aprendizado esses momentos nos trazem, e seguir em frente, conscientes de que já não somos os mesmos.

Isso é possível quando tomamos as decisões sem pressa, respeitando o tempo de digerir as situações que nos ocorreram. Pensando com calma, analisamos os fatos com mais clareza e compreendemos que esses momentos fazem parte da nossa evolução como seres humanos e espirituais.


Embora nem sempre colhemos somente bons frutos onde plantamos boas sementes e regarmos, é preciso entender que cada solo é diferente a apto a cultivos diferentes. Porém não devemos nos frustrar, pois em outros lugares do caminho, por certo, encontraremos árvores frondosas e com frutos saborosos, onde poderemos descansar e nos refazer.

Compreenda que a vida cobra altos valores, se agimos de forma equivocada, por isso pense bem antes de tomar atitudes que ocasionem mal aos demais e durma tranquilo ao entender que, independentemente da forma como o outro trata você, trate-o bem.

Faça o bem e perdoe, não pelos outros, mas principalmente por você.

Perdoe-se, cuide-se e trate-se com amor e respeito. Deus nos deu o dom da vida a fim de que cuidemos e zelemos por ela. Você vai errar porque é humano e vai sofrer pelo mesmo motivo, mas lembre-se que sempre poderá recomeçar a partir dos aprendizados que obteve.

Lembremos do que lemos na Bíblia, em Gálatas, 6:7: “Tudo o que o homem semear, isso também ceifará.” Portanto, conscientize-se do que semeia e será merecedor, hora ou outra, de boas colheitas. Aquilo que plantarmos, cedo ou tarde, colheremos.

Plante amor, alegria, bondade e luz, e então receberá momentos e pessoas compatíveis com isso.

 

Direitos autorais da imagem de capa: Aaron Santelices/Unsplash.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.