É abominável que ainda hoje alguém viva pela metade, que ame pela metade, que finja ser o que não é, magoando assim aquele que se doa por inteiro sendo leal consigo e com o próximo.



Você ama ou não ama? Isto é simples de responder, é prático e direto.

Pessoas que vivem/amam pela metade, vivem de aparências, não possuem caráter, demonstram possuir status, que são um bom partido e gostam de divulgar isso principalmente através das redes sociais.

Querem ser aceitas a qualquer custo, ostentando um mundo de ilusões.


Um amor pela metade não é e nem deve ser considerado amor. Não se deixe convencer pelas aparências. Pessoas assim são difíceis de serem identificadas, costumam primeiramente conquistar nossa confiança e depois que são desmascaradas ainda se fazem de vítima.

Esse teatro acaba abalando o nosso emocional, trai nossa confiança, machuca os nossos sentimentos. Dói feito bofetada, levando-nos a viver desconfiados de todos.

Toda e qualquer tipo de relação para ser duradoura é necessária ser uma via de mão dupla.

Do que adianta você se esforçar por um relacionamento que só você está vivendo ele?


Não existe a pessoa perfeita, existe sim a pessoa que te conhecendo verdadeiramente vai te admirar e valorizar suas qualidades, respeitando seus defeitos e vivendo um relacionamento harmônico.

Não aceite nada pela metade, valorize-se!

Esteja sempre atento para este tipo de lobo que se veste na pele de cordeiro. Não dê chance, qualquer detalhe que demonstre que a pessoa não está sendo leal com ela nem com você mesma, caia fora imediatamente.

Que possamos amar por inteiro de forma sincera, sem devaneios e que valorizem os nossos sentimentos.


Não aceito meio amor, quero ele por completo. É tudo ou nada!

___


8 curiosidades sobre o funcionamento do cérebro:

Artigo Anterior

Endorfina: remédio da felicidade!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.