AmorDesenvolvimento Interior

O teu amor me basta…

O teu amor me basta quando me sinto só e quando estou muito acompanhada.



O teu amor me basta nos dias de inverno e nas noites de verão. Teu amor me basta, quando o silêncio se faz presente e quando o barulho é muito.

Teu amor me basta, quando ligo a TV e só se comenta desastres, tragédias, impunidades. Me basta porque se o mundo acabasse agora, neste exato momento, e eu tivesse o teu amor, eu estaria feliz. Porque nada se compara ao teu sorriso. Nada brilha mais que os teus olhos. Não existe cheiro mais sublime, que o teu perfume. E nada se compara ao jeito com que você me toca. Eu procurei em livros, dicionários, em vários lugares, uma palavra que possa definir meu amor por você. Mas não encontrei. Porque nem a mais bela palavra que li, foi o suficiente. Então eu, simplesmete, te amo. Assim, desse modo, sem explicação. E o teu amor me basta, nas minhas agonias, nos meus dias difíceis e nos meus dias calmos. Me basta nas minhas inseguranças, medos e nos meus momentos de pura coragem.

Teu amor me basta, quando me perco e fico tentando encontrar o caminho novamente.


Teu amor me basta, quando não há nada que eu possa fazer, e, só me resta, esperar, e esperar. Eu espero. Te espero. Quanto tempo for necessário. Não terei pressa, prometo. E seu tiver, me acalme. Me coloque dentro dos teus braços. Que lá, tudo se ajeita. Está tudo dito. É sempre nos teus braços, que me encontro. É sempre neles, que me desfaço e me recomponho, por inteira. E se eu, pensar em desistir, não desista de mim. Me lembre sempre, que tudo dará certo. Independente de tempo e distância. Não me deixe esquecer, que, tudo dará certo.

Teu amor me basta quando tudo são espinhos, e quando tudo são flores. Me basta, saber que existe e que uma hora os males de não te ter aqui de vez, se dissipam, de uma maneira ou de outra. Embora ás vezes, eu pense que, possa estar distante demais. Como hoje, agora. Não porque queremos, eu sei, mas porque neste exato momento não podemos estarmos juntos. Como tem sido longos os dias. E, se quer saber, foi estando longe de ti que percebi o quanto amo ouvir sua risada, e o quanto gosto de ouvir tua voz a me falar qualquer coisa, como música para meus ouvidos. Percebi o quanto me faz falta te ver chegar aqui e me dar aquele abraço que, só você, sabe dar. Percebi que nada é melhor que acordar as 6:00 da manhã só pra te dar bom dia.

Que os dias sem notícias suas, não passam. As horas parecem parar, os minutos são longos demais. As noites, parecem eternas. Tudo demora demais. Cada segundo passa como longos dias sombrios e distantes demais de tudo ou do pouco, que temos. Percebi, nesses dias longe de ti, que os melhores momentos são quando estou do teu lado ou só pelo simples fato de poder falar com você. E, como me faz falta saber como foi seu dia. Percebi, o quanto nenhum outro homem tem graça, nenhum outro homem me rouba a atenção. Não que eu já não soubesse disso tudo, mas é que, eu soube ainda mais agora, e, pude constatar que meus olhos não se desviam para outro olhar, menos ainda meu coração bate por outro sorriso. E, o teu amor me basta, por me fazer, cada vez mais, valorizar cada minuto ao seu lado, porque conheço a dor de cada segundo longe de ti.

( ” Talvez cientista nenhum no mundo consiga explicar o poder do abraço. O poder de se sentir preenchido só de caber dentro dos braços que te acolhem. De sentir aquele cheiro que emana de um coração que pulsa apaixonado. Aquele cheiro com gosto de amor. De carinho. De afago no cabelo. Lugar nenhum no mundo é melhor que o paraíso. O paraíso que te envolve, que te acolhe. O paraíso do teu abraço. Dos teus abraços. Amor ” ).


_____

Fonte: Escrito por ALINE MELHADO  – COLUNISTA THE SECRET

A solução elegante

Artigo Anterior

5 mantras para quando você estiver se sentindo só

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.