Sete coisas que fazem sentido para o seu gato… mas não para você:

7min. de leitura

Por Pam-Johnson Bennet (catbehaviorassociates.com)



Você ama muito o seu gato, mas provavelmente ele tem alguns comportamentos que te deixam meio pensativo. Eles parecem não fazem nenhum sentido. Mas apesar de você não conseguir decifrar essas atitudes estranhas, elas são muito funcionais e servem a propósitos bastante lógicos. Aqui estão sete coisas que fazem sentido para seu gato mas não para você:

 

  1. O médico e o monstro

O cenário: seu gato pula no seu colo e se aninha. Ele pode até esfregar o rosto na sua mão pedindo carinho. Você começa a agradá-lo, ele ronrona de felicidade e depois de alguns minutos te empurra, arranha e sai disparado. Ahn? Ele virou o personagem de o médico e o monstro? Apesar de parecer vir do nada, essa atitude é relativamente comum quando os gatos atingem seu limite de aceitação ao agrado. Esse comportamento, conhecido como agressão induzida por carinho, acontece quando o gato fica estimulado demais pelo agrado constante ou os sinais de que ele estava se irritando passam despercebidos. Ele acha que a única maneira de fazer você parar é arranhando ou mordendo. Para evitar isso no futuro, preste atenção aos sinais que indicam que ele está ficando irritado: pele tremendo, rabo chicoteando, parar de ronronar, mudar de posição, orelhas para trás, miados.


 

  1. Comer grama e vomitar

Isso acontece principalmente com alguns gatos que ficam soltos. Mas muitos pais adotivos cultivam grama dentro de casa para seus filhos peludos. Os gatos gostam de comer grama, e podem ficar pastando como ovelhas por um bom tempo. Depois de alguns minutos, você escuta aquele barulho de que o gato vai vomitar. Porque, então, eles comem tanto de uma coisa que pode fazê-los vomitar? Existem várias teorias, mas ninguém tem certeza absoluta. Uma hipótese é de que o gato come grama para acalmar o estômago quando se sente mal. Alguns também comem para ajudá-los a vomitar bolas de pêlo.

 


  1. Colocar a pata na água

Por que alguns gatos colocam a pata na tigela de água e só depois bebem a água em vez de beber de uma vez? Realmente não faz muito sentido para as pessoas, mas é um comportamento muito sensato para o gato: ele coloca a pata para medir a altura da água, já que os gatos têm bigodes muito longos e não gostam de molhá-los. Um gato em uma casa com muitos animais também pode colocar a pata na água como medida de segurança – ele pode não estar confortável em ficar muito tempo com a cabeça abaixada e obstruir a visão. Finalmente, a última possibilidade, é que, se o nível de água na tigela está sempre mudando, ele pode colocar a pata só para sentir onde a água está antes de molhar o nariz.

 

  1. Sentar de costas

Para muitas pessoas que convivem com gatos, esse parece um grande insulto. O gato pula no seu colo, mas se senta com a cara para o outro lado. Ele pode até fica próximo, na mesinha do café, ou do lado do computador, mas sempre de costas. Existe um motivo bem simples para isso: ele não está te insultando, pelo contrário, está demonstrando extrema confiança. Já que os gatos são tanto predadores quanto presas, eles gostam de ficar na posição mais segura. Se ele se senta de costas está mostrando que confia em você e que vai observar o ambiente por vocês dois. Além do que, como ele adora caçar, faz muito sentido ficar atento caso um rato passe correndo pela sala.

 

  1. A dança maluca

Seu gato de repente, e sem motivo nenhum, decide disparar pela casa perseguindo uma presa imaginária. Ele pula, corre, pode até dar um pulo gigante no arranhador dele. Você olha em volta mas não encontra moscas, aranhas nem bolinhas de poeira. O que deu no gato para correr desse jeito quase batendo em tudo? As chances são de que ele provavelmente está caçando uma luz (ou uma sombra) ou simplesmente ficou cheio de energia e precisa gastá-la. Gatos são caçadores e tem toda a anatomia desenhada para movimentos rápidos. Se seu gato está dormindo demais e não recebe muita atenção em brincadeiras interativas, ele pode simplesmente decidir caçar luzes e sombras. Saiba também que os gatos têm sentidos muito mais aguçados do que os nossos, então pode ser que seu gato esteja vendo, ouvindo ou farejando alguma coisa que você simplesmente não percebeu.

  1. O peso de papel

Não importa quantas caminhas e arrahadores seu gato tem, ele provavelmente vai escolher sentar exatamente na folha de papel que você está lendo. Não faz sentido, certo? Faz para o seu gato. Ele se senta nos papeis, livros e revistas que você está lendo porque sabe para onde você está olhando e se ele quer atenção é exatamente aí que deve se sentar – onde seus olhos estão focados.

 

  1. Enterrar a ração

Você enche o pratinho do gato, ele come alguns grãozinhos e começa a “cavar” o chão como se estivesse tentando enterrar a comida (igual ele enterra o que faz na caixa de areia). Ele está dizendo que a comida fede? Está mandando você levar embora a ração? Está comparando a comida com uma pilha de sujeira da caixa de areia? Na verdade, esse comportamento é super natural e tem a ver com o instinto de predador e presa do seu gato. Se ele não come tudo, vai esconder o que sobrou para o cheiro não atrair predadores. Ou para possíveis presas que estejam por perto não identificarem a presença de um animal caçador. Mesmo gatos que ficam dentro de casa e nunca caçam mantém esse comportamento instintivo.

Fotos: www.elementmedia.com.au e https://www.flickr.com/photos/skayne/

Via: GatinhoBranco.com

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.