Florinda Rosa Isabel
Devido a minha família não ter condições para que eu prosseguisse nos estudos, após completar a Instrução Primária (hoje, Ensino Básico) foi do magro ordenado de meu marido (Bombeiro profissional) que viria a prosseguir um pouco mais. Sou autodidacta. Escrevi para Rádio e fui guionista de um programa de Televisão. Comecei como colunista do Jornal Voz da Minha Terra, concelho de Mação, há 25 anos. Ainda mantenho. Publiquei um livro de Sátiras e um Infantil. A Fundação Calouste Gulbenkian adquiriu parte do infantil.