5 boas atitudes para não desistir nunca

5min. de leitura

REALIZE AUTOANÁLISES

Cheque suas metas – e faça isso sempre. É preciso ter certeza do que se gosta e se quer. Você deseja mesmo mudar de emprego ou só está momentaneamente insatisfeita? Mais: para persistir, temos de acreditar que aquilo é possível e que possuímos as ferramentas necessárias. “Se não reconhecemos valores pessoais, nos falta autoestima e é maior o risco de abandonar sonhos”, diz Fernando Pinto, professor de neurocirurgia da Faculdade de Medicinada Universidade de São Paulo e autor de Papo Cabeça (LeYa). Autoconhecimento também ajuda a estabelecer limites realistas: até onde posso ir e me sacrificar?



2222

EXERCITE A DISCIPLINA

Todo mundo precisa de motivação para iniciar um novo caminho – e, quando arruma, se joga naquela meta. Para manter o pique e o foco depois, no entanto, é necessário ter disciplina. Essa capacidade parece ainda mais decisiva se seu objetivo for de longo prazo, como garantir intercâmbio do filho dali a alguns anos ou uma aposentadoria confortável. Para exercitá-la, a dica é: em um lugar de destaque, como um mural, nas notas do celular ou na agenda, crie um plano estratégico. Detalhe quanto dinheiro precisará guardar mensalmente e por quanto tempo ou que outros passos serão essenciais para conseguir. Confira sempre – se for o caso, todo dia – como tem cumprido o que estabeleceu. Aos poucos, seu corpo e sua mente se acostumarão a seguir o script e nem vai sentir mais vontade de consultar anotações.

4444


DÊ ATENÇÃO A PENSAMENTOS NEGATIVOS

Acredite: nem todo cenário tenebroso que passa pela sua cabeça deve ser afastado. Isso não garante a seus planos mais chances de sucesso. Um pensamento ruim pode ser até um alerta do nosso inconsciente para obstáculos que não enxergamos clara e conscientemente – e que talvez nos fizessem desistir logo adiante. “Não considerar esses avisos realistas e construtivos é o caminho para o desastre”, diz o psicólogo Luiz Alberto Hanns, professor do curso A Busca por Sentido e por Felicidade, da Casa do Saber, em São Paulo. Então, em vez de fugir deles, encare-os. Será que o mau pressentimento não é porque, no fundo, você se sente despreparada para aquele passo? Aproveite o “toque” para correr atrás do que lhe falta, corrigir rota, ajustar prazos. E prossiga!

5555

RESPEITE O TEMPO DO PROCESSO

Você já ouviu que tudo tem sua hora. Pois então: ao montar sua estratégia, faça uma estimativa – aproximada, mas realista – do tempo que levará cada etapa.


A dica vale para metas imediatas e, principalmente, para as de longo prazo, como a compra financiada de uma casa ou a intenção de aumentar a família. Esse planejamento ajuda a controlar a ansiedade e até a lidar melhor com adversidades. Acha que algo está demorando demais? Calma lá: consulte anotações e veja o prazo que você mesma havia dado para aquilo acontecer. Esqueceu de levar em conta algo? Errou nos cálculos? “Na crise, tranquilize-se voltando ao plano inicial, verificando-o e ajustando-o”, diz Villela da Matta, presidente da SBCoaching – Sociedade Brasileira de Coaching, consultoria em São Paulo.

6666

FAÇA A MESMA COISA DE UM JEITO DIFERENTE

Não jogue a toalha só porque um plano não tem andado como você imaginava. Repense sua tática. “Encontrar novas saídas e soluções criativas pode fortalecer seu ânimo, abrir caminhos inesperados e até tornar seu objetivo mais fácil de alcançar”, analisa o coach Villela da Matta. Claro que isso exige flexibilidade e muita confiança em si mesma. “Quando for preciso abandonar o preestabelecido sem medo, pense que é normal alterar rotas”, aconselha. Foque no objetivo final, em quanto o deseja e deixe toda essa vontade levar você.

 

Escrito por Victória Della Manna via M de Mulher

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.