3min. de leitura

Você sabia que a criança que você foi um dia vive dentro de você?

A criança que você foi um dia vive dentro de você!

As Frequências cerebrais são atividades rítmicas que ocorrem no sistema nervoso central. As ondas denominadas Theta ocorrem quando as frequências estão entre 4 e 7 Hertz, geralmente em estados de hipnose profunda, relaxamento e meditação.



O cérebro de crianças de 0 a 7 anos operam nesta frequência a maior parte do tempo, e devido a isso, grande parte da programação mental e do nosso comportamento na idade adulta são resultados destas programações “instaladas” na infância.

A teoria do desenvolvimento infantil de Piaget diz que a criança começa a entender o que é certo e errado no período pré-operatório, até os 07 anos, e daí em diante, começa a fase operatório concreto, o pensamento lógico.

Muitos não sabem, mas carregamos na psique a memória inconsciente da infância, ou seja, aquela criança inocente que fomos no passado, ela vive em seu interior e anseia pelo seu afeto e compaixão.


A figura arquetípica da criança ferida é aquela parte de você que carrega os medos, traumas e crenças limitantes que fazem parte da sombra que dá margem para o sofrimento na fase adulta.

Geralmente, os seus medos, falhas, sensação de inferioridade e incapacidade, a sua inércia e seus fracassos vem da infância, são conteúdos programados no interior da sua mente.

A boa notícia é que você pode reprogramar o conteúdo do seu inconsciente, curando a sua criança interior e transformando a sua existência no momento atual.

A frequência Theta é um estado onde não ocorre a ação da mente pensante e crítica, é através dela que conseguimos reprogramar o inconsciente e ressignificar as crenças limitantes, implantando novas programações.


Como colocar o cérebro nesta frequência e mudar estes padrões? Através da meditação, da hipnose, da visualização e atividades contemplativas.

Neste estado, você acolhe a sua criança interior e implanta novas crenças que irão transformar o seu comportamento e despertar o seu potencial criativo.


Direitos autorais da imagem de capa: Sarah Jane from Pexels

Você sabia que O Amor está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.