Beleza & Saúde

Em vez de cobrir a raiz, este cabeleireiro convida clientes a exibir orgulhosamente seus grisalhos

1 capa Em vez de cobrir a raiz este cabeleireiro convida clientes a exibirem orgulhosamente seus grisalhos

Jack Martin é o cabeleireiro que vem revolucionando a indústria da beleza, mostrando às mulheres mais velhas que elas podem – e devem – se sentir confortáveis com os grisalhos.



Quantas vezes não ouvimos em uma conversa qualquer que os homens ficam “charmosos” com cabelos grisalhos, mas as mulheres ficam com a aparência de “relaxadas”? De maneira muito convincente, a indústria de cosméticos vai criando tantos problemas, que as mulheres se veem impelidas a resolvê-los, como manter a aparência jovial.

Não existe problema algum em pintar os cabelos, muito menos em fazer procedimentos estéticos para atrasar o envelhecimento do rosto e do corpo, é importante que todos se sintam livres para fazer o que bem entenderem.

Mas a pergunta que fica é: se ninguém dissesse como deve ser, se não existissem padrões de beleza, ainda assim alguém faria todas essas intervenções? Essas vontades partem genuinamente das pessoas ou são alimentadas ao longo dos anos por propagandas e exigências intangíveis?


Os cabelos das mulheres mais velhas é uma questão sempre colocada em pauta, porque, tradicionalmente, se tem a ideia de que elas não podem envelhecer, já que apenas as mais jovens conseguem o que querem.

A partir do momento em que se invisibiliza uma minoria, todas as suas questões e reclamações se tornam também invisíveis. Ou seja, quanto mais as mulheres lutarem para permanecer jovens, menos direitos as mais velhas vão conquistar.

Existem muitas celebridades e personalidades que mostram que não existe idade para brilhar. A atriz Cláudia Raia, de 54 anos, fala abertamente sobre o quanto luta contra o etarismo e como as pessoas idosas, principalmente as mulheres, precisam ocupar os espaços públicos e privados. Outra famosa que não esconde a idade que tem é a atriz Fernanda Montenegro, que aos 92 anos foi considerada imortal pela Academia Brasileira de Letras (ABL).

É exatamente isso que o cabeleireiro Jack Martin tenta fazer com suas clientes, deixar que se sintam confortáveis os próprios corpos, assumindo as madeixas grisalhas. Além de valorizar o rosto de cada uma, ele também explica que elas passam a frequentar muito menos o salão, já que precisam retocar os fios de duas a três vezes no ano apenas.


1 2 Em vez de cobrir a raiz este cabeleireiro convida clientes a exibirem orgulhosamente seus grisalhos

Direitos autorais: reprodução Instagram/@jackmartincolorist.

1 3 Em vez de cobrir a raiz este cabeleireiro convida clientes a exibirem orgulhosamente seus grisalhos

Direitos autorais: reprodução Instagram/@jackmartincolorist.

Todas as pessoas que pintam os cabelos sabem muito bem o quão trabalhoso é dar a manutenção, precisando correr ao salão a cada três ou quatro semanas, caso contrário as raízes naturais se tornam aparentes. Muitas clientes de Jack relataram estar cansadas de manter essa exaustiva rotina, lutando contra a passagem do tempo de maneira desleal, já que nunca teriam o poder de pará-lo.

Como Jack busca atingir o tom de cinza ideal para cada uma de suas clientes, sendo que muitas ainda possuem fios escuros, algumas sessões podem durar 10 horas, porque é preciso retirar toda a coloração mais escura dos fios antes de iniciar o processo de tintura. Cada caso vai depender da tonalidade dos fios e se eles se abrem ou não quando o descolorante é aplicado.


O perfil do Instagram de Jack Martin é recheado de montagens de antes e depois, com mulheres exibindo largos sorrisos com seus cabelos prateados. Os cabelos acinzentados acabaram caindo no gosto popular de 2015 para cá, e muitas mulheres se mostram tentadas a mudar a coloração dos fios, inclusive as mais jovens.

O sucesso do cabeleireiro é tanto, que ele atende inclusive celebridades, como Jane Fonda e Sharon Osbourne, devolvendo aos fios a coloração grisalha. Para que possa reproduzir com fidelidade o tom de cinza em cada um de seus atendimentos, ele pede que as clientes cheguem com 3 ou 4 cm de raiz grisalha.

1 4 Em vez de cobrir a raiz este cabeleireiro convida clientes a exibirem orgulhosamente seus grisalhos

Direitos autorais: reprodução Instagram/@jackmartincolorist.

Caso esteja pensando em adotar um estilo cinza ou platinado, existem apenas alguns cuidados a serem tomados com os fios depois que recebem a tintura, por exemplo ficar cerca de uma semana sem lavar a cabeça, assim é possível o cabelo recuperar a oleosidade perdida e não se quebrar. Os xampus e condicionadores precisam ser sem sulfato ou corantes, duas vezes na semana é preciso dar um banho de creme, usando uma máscara adequada à nova coloração.


Jack ainda revela que a água morna ou quente não deve ser usada nos cabelos, muito menos nos que foram tingidos, sob o risco de danificá-los. Como a tintura prateada desbota com facilidade, ele explica que o ideal é lavar o cabelo uma ou duas vezes na semana apenas. Para manter os fios brilhantes, o ideal é afastar o calor dele, e isso inclui o secador, deixe-o secar naturalmente.

1 5 Em vez de cobrir a raiz este cabeleireiro convida clientes a exibirem orgulhosamente seus grisalhos

Direitos autorais: reprodução Instagram/@jackmartincolorist.

Se usar secador for necessário, não se esqueça de aplicar uma máscara de calor nos fios, de preferência com protetor solar. Lembre-se de usar xampus com depósito de cor prata, roxo ou cinza, além dos matizadores uma vez a cada sete ou dez dias.

A última dica importante do cabeleireiro é que, caso você queira entrar na piscina ou no mar, molhe os fios e passe hidratante neles antes, se eles já estiverem molhados, não vão conseguir absorver mais água do ambiente onde estiverem.


Pai esfaqueia próprio filho por gosto musical

Artigo Anterior

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.