Bem-Estar e Saúde

Sexonambulismo: entenda como acontece o polêmico distúrbio!

Foto: Reprodução
capa 2

Você já ouviu falar sobre sexonambulismo? Saiba melhor sobre o distúrbio!

Sonambulismo é um distúrbio de sono bastante conhecido, que já virou tema de filmes, documentários, entre muitos outros.

No entanto, quando se trata de sexonambulismo, muitas pessoas ainda têm bastante dúvidas sobre o que é e como realmente funciona. Você já ouviu falar sobre esse distúrbio? Ele costuma despertar bastante interesse nas pessoas por conta de suas particularidades.

Entendendo o sexonambulismo

O sexonambulismo é considerado um tipo de parassonia, sensações e comportamentos incomuns, como sonambulismo, que as pessoas podem experimentar ou enquanto dormem, adormecem ou acordam.

De acordo com informações do Sleep Foundation, nesse distúrbio em específico, as pessoas podem acabar realizando masturbação, movimentos sexuais, inciiar uma relação sexual com alguém ou até mesmo praticar uma agressão sexual. Muitas vezes, elas ficam com os olhos abertos durante as práticas, mas realmente estão dormindo, e totalmente inconscientes de suas atitudes.

O sexonambulismo não é uma realidade positiva de se viver, e pode acabar causando grandes traumas, vergonhas e angústia tanto naqueles que convivem com o distúrbio quanto em quem se torna vítima das atitudes dessas pessoas.

Sintomas do sexonambulismo:

Existe uma variação de sintomas de pessoa para pessoa, mas o que mais caracteriza o distúrbio é a exibição de comportamentos sexuais durante o sono que estão além de seu controle. Alguns desses comportamentos podem ser:

  • Masturbação
  • Carícias
  • Ruídos sexuais
  • Movimentos sexuais
  • Iniciando atividades sexuais
  • Agressão sexual

Sinais que indicam que alguém está agindo sob a influência de uma parassonia sexual:

  • Falta de resposta ou capacidade de resposta mínima à conversa ou ao ambiente
  • Respostas sexuais incomuns ou agressão
  • Incapacidade ou dificuldade em ser acordado
  • Nenhuma memória de seus comportamentos sexuais depois de acordados

Causas do sexonambulismo:

O Sleep Foundation explicou que ainda há pesquisas a serem feitas sobre o tema, mas que os especialistas descobriram que o distúrbio está associado a fatores como:

  • Outras parassonias, como sonambulismo
  • Apneia do sono
  • Convulsões relacionadas ao sono
  • Síndrome de Kleine-Levin
  • Insônia crônica
  • Síndrome das pernas inquietas
  • Narcolepsia
  • Síndrome de excitação sexual persistente
  • Distúrbios dissociativos relacionados ao sono
  • Transtornos psicóticos noturnos
  • Bruxismo

Gatilhos do sexonambulismo

Nem sempre esse distúrbio está ligado a uma condição médica, fatores ambientes ou de estilo de vida também podem estar relacionados. Os gatilhos comumente relatados incluem:

  • Consumo de álcool
  • Uso de drogas recreativas no passado ou presente
  • Estresse ou ansiedade
  • Privação de sono
  • Depressão

Diagnóstico e tratamento

Muitas pessoas que convivem com o sexonambulismo podem deixar de procurar ajuda por vergonha. Mas é muito importante reforçar que essa condição geralmente é tratável, e os médicos podem te ajudar a sentir-se melhor.

Se você acredita que possa estar convivendo com essa parassonia, o primeiro passo ideal é conversar com um profissional médico para fazer todos os exames necessários e se concentrar no diagnóstico e tratamento.

Como esse distúrbio parece ser causada por uma ampla gama de condições, pode ser que seu médico te prescreva opções de tratamento relacionadas às suas circunstâncias únicas. Eles também podem sugerir mudanças no estilo de vida para garantir a sua segurança e a daqueles que convivem com você.

Lidando com o sexonambulismo

O sexonambulismo faz com que as pessoas se comportem de uma maneira que jamais poderiam enquanto estão acordadas, e descobrir que podemos estar prejudicando alguém com as nossas atitudes durante o sono pode ser algo bastante sério.

Obter um diagnóstico e começar um tratamento é o primeiro passo mudar essa realidade de vida, e embora a vergonha de se abrir sobre isso possa ser muito grande, se abrir honestamente com aqueles ao seu redor sobre a situação, pode fazer com que todos se sintam seguros.

Aconselhamento emocional, tanto para a pessoa que tem sexonambulismo quanto para aqueles ao seu redor também é fundamental para a convivência diária.

Até que o tratamento passe a oferecer resultados concretos, também é interessante tomar algumas medidas de preservação, avaliadas a cada caso. Algumas delas podem incluir:

  • Dormir em um quarto separado
  • Evitar todos os gatilhos conhecidos ou possíveis
  • Trancar as portas do quarto

*Nota: As informações e sugestões contidas neste artigo têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

0 %