publicidade

3 estratégias que podem tornar seus objetivos reais

Você sabia que, quando se trata de resoluções de ano novo, nossa taxa de fracasso chega à impressionantes 88%?



Sim, o ciclo é cruel: projetamos nossos objetivos, reunimos disposição, falhamos, repetimos o processo.

Assumimos compromissos conosco, já levando em consideração que iremos fracassar. É um hábito desmoralizante – visto como algo normal (normose)! Agora, imagine que fosse o contrário: e se conseguíssemos cumprir nossas resoluções? E se ao invés da expectativa de fracasso, esperássemos o êxito?

Acreditem, isso não é só possível, como também é SIMPLES!

A solução para tornar nossas resoluções reais, é aprendermos a utilizar estrategicamente as minúcias do nosso cérebro.


 03-ESTRATEGIAS-FOTO-01.jpg

Primeiro: buscamos por recompensas rápidas. Logo, nossas chances de ter sucesso são maiores se tivermos mini-objetivos. Com objetivos minúsculos, a conquista torna-se certa, com isso aumentamos nossa confiança e geramos uma recompensa imediata.


Segundo: precisamos ter um caminho claro e mensurável. Resoluções abstratas geram um fenômeno chamado paralisia decisória. Por exemplo, ao invés de querer ‘ser mais saudável’, seria mais inteligente, ‘malhar durante 20 minutos todos os dias’. Isso é um caminho claro para seu cérebro.

Terceiro: Quando estiver com preguiça, uma boa dica é destrinchar a tarefa em partes.

03 ESTRATEGIAS -  FOTO 02

Se você precisa, por exemplo, ir à academia. Coloque como meta ‘vestir a roupa de treino’. Se você precisa escrever um relatório de 10 páginas, se proponha escrever apenas uma frase. Lembre-se: Movimento gera movimento, enquanto estagnação gera estagnação. É melhor fazer pouco com consistência, do que muito esporadicamente.

Todo sucesso é construído sequencialmente. Dias após dia. De segunda a segunda.

Sacou?

Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.