A beleza roubada…

5min. de leitura

As pessoas sempre vivem em busca de uma beleza “perfeita”. Padrões pré-estabelecidos por uma sociedade, por mídias, por pessoas envolvidas com a moda, etc. Com isso, surge uma curiosidade: o que significa para você esse “padrão de beleza”?

A sociedade determina um padrão de mulheres altas, magras, loiras, olhos claros, padrão da bela e ubermodel Gisele Bundchen. Tudo bem que ela seja maravilhosa! Mas, e você que tem olhos castanhos, curvas mais acentuadas, é baixinha, o que faz? Deseja mudar o seu corpo por inteiro em busca dessa  “beleza perfeita” ou aceitar-se com a sua beleza, porque cada ser é único? Afinal, quem disse que você, mulher do dia a dia, não é bonita?



Não nascer com olhos azuis, um metro e oitenta e esguia não te faz menos mulher e não menos bonita que muitas mulheres que existem no mundo, sabia? Onde está sua beleza roubada? Perdeu-se nos bullyings da infância com pessoas que não sabiam nem o que era o verdadeiro significado do ser bonito e encontrava em você uma forma de te diminuir?

Quantas pessoas se perdem todos os dias em busca desse “padrão” pré-estabelecido? Quantos sofrimentos e problemas psíquicos foram causados em você e naqueles que o rodeiam? Quantos traumas foram adquiridos, a partir do conceito de que o belo é tentar não ser simplesmente você? Onde está a palavra aceitação? Onde está o amor por si mesmo? Onde está a consciência de que beleza vem de dentro para fora, e que está muito além dos padrões determinados por uma sociedade?

Beleza está em ser quem você realmente é. Um exercício mágico é levantar todos os dias, olhar-se no espelho e agradecer por você ser quem é. Deus o escolheu assim e o amou assim, porque você não pode amar o corpo que você determinou estar?

O que acha de fazer diferente hoje? Que tal se olhar no espelho e analisar todas as coisas bonitas que você enxerga em si mesmo(a)? O que acha de  ver o positivo em vez do negativo? Por que não se amar em vez de tentar mudar o seu corpo por inteiro somente para ser alguém que uma sociedade prega, mas que, no íntimo, nem é o que deseja ser? Eu o desafio a tentar ser simplesmente você em vez de ser um indivíduo em busca de transformação.


Nada contra as pessoas que buscam melhorias, faz parte do processo de evolução. Todo ser tem algo que não “curte” e, se pode melhorar, por que não? Contudo, questiono aqui sobre os excessos que a sociedade determina como regras e que as pessoas seguem de forma descomedida. Cirurgias sobre cirurgias, dietas que não são necessariamente as ideais para o seu corpo, entre tantas outras atitudes que um ser é capaz de fazer para, simplesmente, deixar de ser você.

Esse texto foi elaborado para uma autorreflexão. É tão bom ser feliz consigo!  É maravilhoso se amar! É prazeroso comer sem se preocupar e não seguir padrões pré-determinados. Afinal, deixemos os padrões para quem tem a beleza física como profissão.

Eu o convido a  ser feliz como você é . Dê-se uma chance, você leitor, que se identificou com esse texto. Ele foi feito com carinho para as pessoas que tudo que desejam é ser quem são, independente das regras. Não deixe sua beleza ser roubada, ela está aí, dentro de você.


Basta olhar no espelho e fazer um exercício diário de perguntar a si mesmo onde essa beleza está.

O seu olhar determinará tudo! E eu afirmo que você será muito mais feliz!

_______________

Direitos autorais da imagem de capa: heckmannoleg / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.