A criança interior e o que temos de melhor em nós

6min. de leitura

Ser como uma criança no sentido dos seus sentimentos, da energia pura, criativa e receptiva compõe os melhores elementos que podemos possuir dentro de nós.

Não importa se somos adultos e até em idades físicas avançadas, todos nós temos nossa criança interior. Em algumas pessoas, ela está escondida; em outras, ela está parcialmente ativa e em uma menor quantidade de pessoas, ela está desperta, ativa e guiando ações felizes nas vidas destas pessoas e nas vidas de outrem.



Nós já fomos crianças e tivemos todos os poderes que uma criança possui,  mas crescemos e fomos nos esquecendo de nossos dons. Agora, precisamos resgatá-los e este texto sugere como poderemos fazer isso.

Como bem descrito nos textos bíblicos abaixo, onde Jesus interagindo com as crianças diz:

Mateus 19,13-15:

Naquele momento, foram-lhe trazidas crianças para que lhes impusesse as mãos e fizesse uma oração. Os discípulos, porém, as repreendiam. Jesus, todavia, disse: “Deixai as crianças e não as impeçais de vir a mim, pois delas é o Reino dos Céus“. Em seguida impôs-lhes as mãos e partiu dali.


Marcos 10,13-16:

Traziam-lhes crianças para que as tocasse, mas os discípulos as repreendiam. Vendo isso, Jesus ficou indignado e disse: “Deixai as crianças virem a mim. Não as impeçais, pois delas é o Reino de Deus. Em verdade vos digo: Aquele que não receber o Reino de Deus como uma criança, não entrará nele”. Então, abraçando-as, abençoou-as, impondo as mãos sobre elas.



Lucas 18,15-17:

Traziam-lhe até mesmo as criancinhas para que as tocasse; vendo isso, os discípulos as reprovaram. Jesus, porém chamou-as dizendo: “Deixai as criancinhas virem a mim e não as impeçais, pois delas é o Reino de Deus. Em verdade vos digo: Aquele quem não receber o Reino de Deus como uma criancinha, não entrará nele”.

Ser como uma criança significa aceitar o mundo e tudo que ele contém com confiança, sem refletir,  apenas com um sentimento de aceitação plena nos desígnios de Deus.

Isso foi interpretado pelos apóstolos como uma forma adequada de receber o reino de Deus e faz muito sentido, porque se o reino de Deus é pureza, só com pureza podemos nos integrar a ele, então, ser como uma criança é muito compatível para recebermos o reino de Deus.

Ser como uma criança é não julgar as aparências das coisas e das pessoas,  mas sentir mais que analisar, por isso é que se diz que a criança interior reside em nosso coração. O coração não analisa, não reflete, ele apenas sente. Já a mente, sim,  faz análise, reflexão em vários níveis, então, a criança interior nunca residiria na mente.


Para que possamos trabalhar com nossa criança interior e sermos felizes, precisamos equilibrar os poderes que conferimos à mente. Nós tornamos a mente super poderosa, nós a colocamos no mais alto escalão de poder em nossas vidas e isso é parte da cultura vigente na humanidade, com isso a criança interior residente no coração recolheu-se e ficamos reféns da mente.

É preciso que resgatemos essa pureza de sentimentos que só a criança interior possui, a confiança plena, o brilho do amor incondicional nos olhos, os gestos espontâneos de fazer o bem sem ver a quem, de brincar, falar e agir sem se preocupar com o que outras pessoas pensam, assim sendo apenas nós mesmos.

A criança interior é o que temos de melhor em nós e devemos aproveitar ao máximo o que ela tem a nos oferecer, não permitindo que ela morra, ou seja, aprisionada, mas que se manifeste em nossas vidas, com suavidade e leveza, trazendo a mais pura energia de paz e amor para nós e os outros.

Quando estivermos na presença das crianças, lembremo-nos sobre o que elas representam para nós: a espontaneidade, a inocência, o sentimento puro e imaculado ainda presente no mundo, tudo que precisamos resgatar na busca para a felicidade.

Que todos possamos resgatar nossas crianças interiores, abrindo nossos corações, valorizando em nós mesmos o que possuímos de melhor!

Que despertemos as nossas qualidades positivas, nossos dons maravilhosos e sejamos felizes!


Direitos autorais da imagem de capa: MI PHAM / Unsplash

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.