A depressão não é motivo de vergonha!

4min. de leitura

Negar esse sentimento, que ocorre naturalmente quando o que valorizamos se vai, seja em relacionamento, sonhos ou posses, é se negar a passar por um processo de amadurecimento.



A depressão ainda é vista com muita vergonha, como se fosse exclusivamente uma condição de pessoas fracas. Em primeiro lugar, é bom lembrar que depressão sempre existiu, talvez com o nome de melancolia ou tristeza profunda, em outros séculos, mas sempre existiu. Em segundo lugar, a depressão, assim como a ansiedade, é condição emocional que todos nós possuímos, e são inevitáveis para nosso aprendizado.

O nome é forte e remete a pensamentos negativos pelo próprio contexto em que ela normalmente é utilizada, e também é um estágio emocional confuso, porque quem a está sentindo normalmente não tem condições de falar sobre ela, e quem nunca a teve dificilmente saberá explicá-la com profundidade.

Todos nós passamos por momentos de ruptura na vida, profunda reflexão e, por fim, renascimento e aprendizado. Temos que começar a enxergar esses sentimentos sem excessos de moralidade ou como fraqueza, porque é exatamente através desses sentimentos que desenvolvemos a força necessária para lidar com nossos problemas mais profundos. É através desses sentimentos que renascemos e nos tornamos pessoas mais bem evoluídas e preparadas para a vida.


Não quero fazer aqui apologia à depressão, muito pelo contrário, mas negar esse sentimento, que ocorre naturalmente quando algo que valorizamos se vai, seja em relacionamentos, sonhos ou em posses, seria como se negar a passar por um processo natural de amadurecimento.

E é exatamente aí que essa condição insiste em ficar, pois nossa alma sabe da importância da mensagem que ela tem a nos transmitir, por mais que nosso consciente ainda não o saiba.

Pelo menos uma vez na vida, é necessário esse aprendizado. É através dela que vem uma palavrinha mágica que todos nós almejamos, mas nem todos queremos passar por esse trajeto tempestuoso para obtê-la: sabedoria. Quanto mais refutarmos esse sentimento, seja por vaidade, medo ou pura ignorância, mais longe dela estaremos. Ela não fica para sempre, somente o tempo necessário para nos readaptar de acordo com as circunstâncias da vida.

Só há sofrimento quando há grande ruptura. Só há uma grande ruptura quando há algo valioso a ser perdido, e só há coisas valiosas a serem perdidas quando há honestidade nas nossas conquistas.


Se estiver com depressão ou conhecer alguém que a tenha, não a refute, abrace-a. Há certos estágios de sabedoria que somente atingimos através da humildade. Acredite!  

 

Direitos autorais da imagem de capa: Emiliano Vittoriosi/Unsplash.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.