A vida começa a cada manhã…a cada despertar para um novo dia do ciclo que se reinicia



A vida começa a cada manhã. A cada canto dos pássaros, barulho na rua, claridade no rosto. A cada sensação que gera a gratidão por mais um dia. 

Mas nem sempre conseguimos acordar nessa sintonia. Às vezes, despertamos com uma grande agonia, eu sei! Nem sempre conseguimos ser fortes para vencermos sentimentos que nos sufocam, e está tudo bem.

Às vezes, precisamos ficar sozinhos em casa, desabafar nossas angústias e medos através das lágrimas e do silêncio. Mas com tempo certo para durar. Para depois levantar, dar a volta por cima e retornar à rotina!

Todos nós temos momentos de fraquezas. A vida não é só a felicidade e abundância expostas nas redes sociais. A vida é feita de altos e baixos. E não se permitir viver por um momento “embaixo“, pois isso apenas acumula sofrimentos ocultos que podem se transformar em doenças e crises ainda mais complicadas.

Temos que tentar sorrir e ser fortes na maior parte do tempo, mas também precisamos chorar de vez em quando. O sofrimento fortalece quando é vivido sem revolta e sim com resiliência. 

Só não o deixe tomar conta por muito tempo. Após vivido, desvie a atenção para uma música alegre, para uma leitura edificante de um livro, para um bom banho e para uma conversa com os amigos.



Interessar-se pela vida do outro, de coração aberto, é um ótimo remédio para nossas próprias dores. Por isso a importância de desviarmos a atenção para as outras pessoas, além de nós mesmos, e nos darmos conta de que estamos todos conectados nesse emaranhado mundo de histórias dramáticas, dolorosas, mas também românticas e alegres.

A vida começa a cada manhã…todo dia é dia de se renovar, aprender, compartilhar e, também, como a fênix, renascer das nossas próprias cinzas.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens/ocusfocus.






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.