A vida não é curta, é você que está vivendo errado

4min. de leitura

Algo que sempre ouvimos desde que somos crianças é que a vida é curta, o tempo é escasso e que tudo passa rápido.

Há quem pense o contrário. Leonardo da Vinci, por exemplo, dizia que o tempo dura bastante para aqueles que sabem aproveitá-lo e que a vida bem preenchida torna-se longa.



Algo que todos sabemos, mas fazemos questão de sempre esquecer é que o tempo é relativo, não passa lenta nem rapidamente, apenas passa (se é que passa).

Então por que continuamos sentindo que o tempo passa rápido e que a vida é curta?

A resposta é simples: vidas corridas.

Devido à nossa cultura e nosso estilo de vida, onde tudo precisa ser rápido – até mesmo a comida – acabamos não a aproveitando muito bem a vida, pois além de estarmos a todo momento com pressa, nossa mente também sempre está no futuro ou no passado e nunca no AGORA.


Estamos sempre nos lembrando das coisas do passado, tanto boas, quanto ruins (coisas nostálgicas e boas lembranças, mas também frustrações, mágoas e pessoas que nos prejudicaram) e pensando no futuro ideal, no futuro perfeito, onde teremos muito dinheiro e uma vida maravilhosa.

E de repente estamos velhos e olhamos para trás, sem ter conquistado muito daquilo que sempre sonhamos, e pensamos que nossa vida passou “rápido”, como um piscar de olhos. Você se lembra de algo e diz “parece que foi ontem”.

E isso é porque estivemos a maior parte da vida trabalhando, sem usufruir, sem aproveitar o momento presente, sem prestar atenção nas pequenas coisas, sem DESEJAR estar no presente, sempre querendo estar em outro momento.

É importante, sim, termos sonhos e objetivos e batalharmos por eles, mas é necessário conciliar isso com os prazeres da vida. Não é preciso ser nenhum monge zen budista e viver numa caverna meditando para que a vida se torne longa.


É possível trabalhar, estudar, curtir e se espiritualizar. O Segredo de se fazer isso é fazer tudo sempre com a mente no presente.

Quando estiver trabalhando esteja trabalhando, não esteja pensando à frente, não esteja pensando na hora do almoço, ou mais além, em quando você estiver com muito dinheiro, esteja no agora.

Quando estiver estudando, esteja estudando, não “esteja” na festa que vai rolar no fim de semana. Quando estiver curtindo a vida esteja ali, naquele momento. Esse último é mais fácil, mas, ainda assim, muitos sempre estão com a mente em outro tempo.

Talvez seja mais fácil falar do que fazer, mas é tudo questão de prática. Quando você souber aproveitar o momento presente e perceber sua eternidade, você mudará seu conceito sobre o “tempo”, que para Einstein era apenas uma ilusão.

O melhor momento para se viver é o presente. Segundo Buda, no momento presente reside a eternidade. O presente é eterno!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: micchaelpuche / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.