3min. de leitura

ACALME O SEU CORAÇÃO… VOCÊ MERECE SER FELIZ!

Outro dia ouvindo um desses programas de rádio onde os locutores tentam reatar relacionamentos me deparei com o depoimento de uma jovem que dizia o quanto o término do seu namoro havia afetado a sua vida pessoal e profissional.



É estranho observar que no mundo atual apesar de todas as inovações tecnológicas e avanços científicos os seres humanos ainda se desestruturem diante do rompimento de uma relação.

Talvez isso ocorra porque colocamos muita expectativa na outra pessoa ou porque projetamos nossos ideais de par perfeito quando na realidade não existe perfeição.

O problema não consiste em romper, mas em saber como iremos assimilar esse fim.


Às vezes queremos tanto namorar, casar, estar em um relacionamento sério que abandonamos a nossa dignidade. Aceitamos relacionamentos opressivos, humilhantes, e que não nos trazem nenhum benefício. Não são poucas as histórias de depressões e doenças que seguem após esses términos.

As antessalas dos consultórios de psicologia e psiquiatria estão abarrotadas de pessoas na maioria mulheres com os mesmos traumas.

São muitas as terapias alternativas que prometem ajudar a superar esses momentos, mas nenhum é tão eficaz como a autoestima e o apoio dos amigos e familiares.


Todos nós em algum momento de nossas vidas passaremos por estes desafios e é claro que cada um irá responder de maneira diversa, mas o importante é não se entregar buscar ajuda e se valorizar.

Portanto: Liga não garota. Você tem todo direito de ficar triste, de se sentir magoada. Mas a vida é assim mesmo, nem todos irão te compreender e amar.

Lembre-se: Teu coração é solo sagrado e só deve entrar quem tiver boa intenção.

Então segue em frente, coisas surpreendentes irão acontecer você só precisa renovar a tua energia. Manter a cabeça erguida e os pés no chão.

Esvazie as mãos, abra as portas e as janelas e deixa o bem entrar.

Acalme teu coração.  Porque você merece ser FELIZ!

Você sabia que O Amor está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.