ColunistasReflexão

Ajuste-se a si mesmo! siga a sua verdade!

Siga a sua verdade!



Ao longo dos tentamos sempre nos adaptar às ocasiões, aos momentos, aos amigos que nos cercam, à família com seus defeitos e qualidades, enfim ao mundo como todo.

E sim, até conseguimos nos adaptar a tudo que nos exige que sejamos dentro dos padrões e regras, porém chega o momento que definitivamente tudo isso cansa!

Sim! Cansa ser alguém que por tanto tempo permitimos que nos “moldassem” ao querer e olhar alheio. E quando cansamos, devemos imediatamente parar e refazer-se em si mesmo para descavar a verdadeira aura que foi soterrada sob tantas máscaras que tivemos que sustentar.


Devido a isso, o título que pensei tem relação com tudo que negamos de nós mesmo em prol de coisas que nem lembramos mais o motivo de feito; e,quando acordamos com urgência de vida, temos que atender prontamente ao pedido do coração que quer viver a verdade que foi amordaçada. Nos ajustarmos em nós mesmos requer coragem?

Sim. Requer confronto consigo mesmo? Sim. E tudo é possível se formos mesmo de encontro às nossas inseguranças e desbravar a essência que quer fluir e desabrochar.

Quando fluímos com o que realmente somos, nos tornamos humanos melhores e conseguimos ajudar ao próximo com o melhor que há de nós.

Portanto, arregace as mangas, saia dos comodismos que lhe acostumaram mal, negue tudo que lhe subestima e influencia à autossabotagem; ajuste-se a si mesmo!


Seja a sua verdade no seu modo de vestir, de dançar, de rir, de chorar, de abraçar, de conversar, de olhar, etc. Não se vete mais por conta de frustrações.

É possível sim, viver com paz interior se pararmos de fugirmos daquilo que realmente somos.

A síndrome de peter pan: o homem que não amadurece…

Artigo Anterior

Como temos medo de errar!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.