publicidade

Ame as pessoas do jeito que elas são. O amor não precisa ser perfeito para ser bom!

Se o amor fosse seguro, ele lhe daria um paraquedas e não asas para voar.



Você pode até escolher não amar e sempre ter um paraquedas, quando decidir saltar, mas nunca saberá como é voar sem ter nada para segurá-lo. Como é seguro alguém que se sente amado.

Amar é estar vulnerável o tempo todo, quem escolhe o oposto da vulnerabilidade escolhe também não sentir de fato o prazer da entrega de alma, corpo e coração.

Quando nos entregamos a alguém, mesmo que inconscientemente, desejamos que o outro supra todas as nossas expectativas, essas que muitas vezes nós mesmos não conseguimos suprir. Então como esperar isso de alguém?

É preciso, de uma vez por todas, que as pessoas se entreguem sem o peso de que o outro tenha que ser a salvação da sua vida, vida que é totalmente de responsabilidade sua, porque o outro não vem salvá-lo na torre e matar o dragão. Não há cavalo branco e não há contos de fadas.


Sim, é isso que a sociedade ensina às mulheres desde novas: a perfeição, a idealização de um romance com final feliz. Desculpe-me lhe dizer, mas quem criou essas teorias todas estava apenas sendo poeta.

No dia em que você se bastar e entender que o outro é apenas um complemento para sua felicidade e não a sua felicidade como um todo, talvez enxergará que podem até não existir histórias perfeitas, mas existirão histórias reais.

Tudo aquilo que é real passa longe da perfeição, tem defeitos, tem dificuldades, tem choros, e há dias de querermos largar tudo e ir embora. Mas há também a empatia, a mudança, as horas que viram segundos, carinho, consideração, e a lista não terminaria por aqui.


Nossa geração de hoje é a geração que nada faz para durar, é mais fácil trocar de pessoa que do que querer consertar algo. Óbvio, não estou dizendo que é para você ficar ao lado de quem não faz você se sentir bem ou quer a todo custo “consertar” o que lhe rasga o peito. O que eu estou dizendo é para você não desistir por qualquer motivo, por idealizar a perfeição e não aceitar que a sua história pode até não ser exatamente como sempre sonhou, mas é especial da forma que é, pois é real.

Não entre no jogo em não demonstrar o que sente com medo de ser rejeitado ou com medo de o outro tratar você diferentemente por isto. Aja com verdade! Nunca é nada sobre o outro e sim sobre nós. Ser exatamente do jeitinho que você é o que o faz ser diferente e tão especial.

Lembre-se: em um jogo, uma pessoa sempre irá perder, então procure alguém que caminhe ao seu lado e não um padrão em que uma hora você ganha e na outra perde.

Viva a realidade, viva as pessoas que mostram realmente quem são, pois sabem que estão em evolução, viva as pessoas que sabem pedir desculpas e mudar o comportamento.

Viva o amor, porque ele não precisa ser perfeito para ser bom.

Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.