As 6 características do(a) namorado(a) que todos desejam ter:

10min. de leitura

Você pode ter diversas qualidades, ser uma pessoa linda, sexy, divertida e ter um corpo incrível. E nem sempre isso transforma você em uma pessoa desejável para ser a pessoa dos sonhos de alguém.



Há algumas atitudes que contam mais, saiba quais:

1. Ser alguém companheiro

Acompanhar quem você gosta em alguns programas, pode ser bem divertido para você também. Pode ser algo simples como dar a volta com o cachorro ou ver um filme que seja mais do gosto da outra pessoa. Acompanhar quem a gente ama faz parte de estar em uma relação e, cá para nós, fazer é melhor do que reclamar. Não precisa ser grude, nem ceder a todo momento, mas ser uma boa companhia é algo muito bom, quando se está com a mente aberta para estar com o outro, curtir e aprender com as diferenças. Essa atitude promove a evolução de ambos. Às vezes, é apenas uma questão de hábito negociar e dizer mais sim do que não, um ao outro. Trocar informações corriqueiras também aprofunda os laços e fortalece o relacionamento. Demonstre interesse pelo que o outro diz, deixando-o se expressar. E conte coisas em troca, valorizando as aproximações diárias de vocês.


2. Gostar e acreditar em si mesmo

Busque valorizar as suas qualidades. Foque nos seus pontos fortes. Ao se olhar no espelho, por exemplo, faça carinho em si mesmo e seja a sua própria melhor companhia e amizade, dizendo e fazendo coisas que gosta. Não precisa ficar obcecado(a) por dietas e forma física, mas é importante, sim, não se esquecer ou abandonar. Controle a ansiedade (se precisar, busque ajuda) e dê um passo de cada vez, caso você esteja retomando uma rotina mais saudável, para não se frustrar. E, se na opinião de quem está com você, você é uma pessoa linda e maravilhosa, concorde  – e seja feliz! Caso esteja faltando inspiração, peça a alguns amigos e colegas que apontem seus pontos fortes. Algumas pessoas tornam-se relaxadas e desanimadas depois de um período no relacionamento, como se perdesse o entusiasmo para melhorar continuamente. Mas a autoestima depende de realizações e motivações e, além de ser arriscado para si ficar estagnado, vocês podem se contagiar, levando a energia da relação a um nível mais baixo. Se isso está acontecendo com você no seu relacionamento, lembre-se de que você é uma pessoa incrível. Sacuda a poeira e torne-se a pessoa que deseja ser! E leve a sua companhia junto!

Gostar e acreditar em si implica também rir mais e se divertir, em vez de apegar-se  às negatividades e desgraças do dia a dia. Coisas maravilhosas podem acontecer em qualquer hora e lugar, então acredite no melhor e pense positivo – alto astral e amor pela vida são poderosos afrodisíacos. Rir de momentos embaraçosos mostra que você segura a onda. E o humor deixa todos mais à vontade, aproxima e agrada mais.



3. Ter autocontrole

 

Se existe um momento muito desagradável em toda relação, é quando o outro não consegue controlar as próprias emoções. Fazer escândalos e ter ciúmes até da sombra é complicado. Se perceber que você está prestes a explodir de raiva ou derramar baldes de lágrimas, pode ser interessante tirar um tempo para si mesmo, dividir o ocorrido com uma pessoa próxima ou com um profissional que o ajude. Conversar com quem você ama, nessas situações, pode ser mais produtivo quando você estiver com a cabeça tranquila e puder ter objetividade na conversa. Busque manter uma atitude aberta e otimista ao longo do relacionamento, buscando, não apenas no início, focar nas coisas positivas. Relacionar-se é um exercício constante. O aqui e agora é o que realmente interessa para vocês, então, se algo desagradável aconteceu e vocês já falaram sobre, busque mudar a chave do seu pensamento, no sentido de aproveitar os novos momentos, à medida que acontecem, valorizar e ter gratidão pelo passado – e seus aprendizados, e esperançar pelo futuro – com os pés no chão.

Nos momentos de brigas, é importante saber o motivo do conflito e falar sobre o que você sente. Caso contrário, você pode explodir – de raiva, ou mágoa, em algum momento -, ou implodir, ou seja, ficar doente mesmo ou tornar doentia a relação de vocês. Então, encare de frente a situação e não tenha medo de falar com gentileza o que pensa e sente, de forma objetiva, sabendo que a responsabilidade para a relação de vocês dar certo é de ambos e, portanto, deve ser compartilhada.



4. Dar espaço e ser independente

É importante que você dê espaço a quem você ama para que ele ou ela faça seus programas com amigos ou só, enquanto você faz os seus, também independentemente da pessoa. Ao mesmo tempo, ser demasiado independente pode ser um problema. Equilibre entre ser presente e independente, pois a liberdade também é valiosa, ao passo que, em excesso, pode nos privar de levar as relações para um passo adiante.

Os limites e regras de vocês devem ser conversados para minimizar possíveis conflitos e rompimentos desnecessários. O que é combinado, não sai caro – diz sábio provérbio. Quando se está no início de um relacionamento, conhecendo o outro, é possível que bata uma ansiedade muito grande por querer namorar ou casar, como frutos da paixão ou das pressões sociais. Não se desespere, dê um passo de cada vez. Vocês estão juntos para somar e serem felizes juntos. Se você quiser correr, pode ser que o seu companheiro fique para trás, e não ao seu lado.


5. Conquistar as pessoas

Saber se adaptar a várias situações sociais, integrando-se à vida da pessoa e sendo uma pessoa de se orgulhar, no sentido de que seu amor se sinta importante diante das amizades por ter você ao lado – pode ser esperado de você. Busque ser uma pessoa mais carismática, como você já é com quem você gosta, e desperte a admiração das pessoas fundamentais para o outro, como, por exemplo, os mais íntimos, família e amigos. Deixe de lado a inibição e seja você – ou seja, a sua melhor versão! Faça da alegria um hábito. Experimente coisas que estimulem você para a vida: isso transbordará para as suas relações. Muitas vezes, é importante um esforço para manter contato visual com as pessoas, sorrir e demonstrar segurança diante de quem você ama ou das demais pessoas. Mostre a sua confiança, que está guardada aí dentro de você, e aguarde pelos resultados. Novamente, pode ser que seja um exercício que você desacostumou a fazer. Confie e faça!


6. Cuidado com excessos sensoriais, utilize com sabedoria

Na hora de se vestir e se arrumar, também vale equilibrar. Será necessário a mulher usar 1kg de maquiagem? E o homem colocar litros de perfume? Vulgar e sexy também são coisas bem diferentes – para ambos os sexos. Lembre-se que a sua aparência e linguagem não verbal – corpo, vestimenta, gestual, expressão facial, cheiro – comunicam. E não apenas o que você diz. Então, mostre o que você é ou quer ser, e equilibre os cuidados para não passar uma imagem diferente do que deseja passar. Um olhar apaixonado ou lábios entreabertos dizem mais do que mil palavras, então use o seu corpo como flechas para atingir seu objetivo. Segundo o escritor alemão O.K. Bernhardt: “O primeiro beijo dá-se com os olhos”.

Encontrar uma pessoa legal e desenvolver essa relação não é um jogo. Então, não pense em fracasso, “dedo podre”, ou regras do tipo “todos são iguais”. Nada disso é verdade. Você está sempre ganhando experiências, aprendendo com suas relações, para melhorar a cada dia. Descobrir e viver o amor decorre dos fatos de você estar disponível a encontrar e desenvolver um relacionamento e ser feliz no caminho. Não é uma luta que você precisa vencer a qualquer custo!

Espero que este artigo tenha proporcionado dicas valiosas para que você se responsabilize pela sua vida e desenvolva o seu atual ou futuro relacionamento. Conte aqui nos comentários o que você achou e sobre quais assuntos você gostaria de ver aqui em  OSEGREDO sobre relacionamentos.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.