ColunistasReflexão

Bem-me-quer!

Na calada da noite deve existir alguma sincronia diferente das outras horas do dia. Certa madrugada resolvi remexer em algumas pérolas dos belos momentos que compuseram  as etapas das minhas pesquisas e projetos. Cheguei ao quinto ato e dizia: _Um dia a casa cai! Sim, porque todo projeto Brasilitária é como um roteiro de teatro e dividido em nove atos. Prendeu  minha atenção o último parágrafo por causa da pele. Escolhi para relê-lo na manhã seguinte sem saber o motivo e fui dormir.



Ao acordar e abrir minha caixa postal virtual cheia de amigos e boas notícias deparei com um vídeo que veio dos que denomino “garimpeiros do bem” e dizia ABRAÇO e nesse caso, o garimpeiro era meu amor. Depois de ler a mensagem mais romântica do mundo, abri o vídeo e outro deleite…. Italianos com cartazes chamando toda população ao abraço. Uns abraçando os outros, rindo, em puro ato de celebração, alegria, divertimento, carinho e emoção.

Isso me remeteu a uma outra situação, em Roma, quando cheguei na escola que faria meu Master em Ciências Organizativas e Comunicação Organização no ano redondo de 2000 e  do Jubileu, ali estava pela segunda vez em meio aos padres e freiras na famosa Via Vitorio Emanuelle, centro histórico romano e finalmente começar meus estudos depois de ganhar uma bolsa e ultrapassar algumas entrevistas no outono europeu, setembro de 1999. Encontrei na recepção um dos professores, sociólogo renomado e muito conhecido no Brasil,  conversando com alguns diretores e logo o abracei como se fossemos velhos conhecidos e dei os famosos dois beijinhos brasilianos e disse: _ Devemos exportar o abraço e nossos “beijos”, não acha Professor?

Ele riu numa gargalhada e disse a quem estava por perto: _ Olha o que ela está dizendo! Adorou e eu não entendi muito o porque havia se maravilhado com aquela minha sugestão e claro, com o passar do Master entendi. Uma criativa empreendendo beijos e abraços brasileiros! Retornei da Itália em 2005, justo o ano que desencadeou esta campanha pelo abraço. Cheguei a conclusão que as ideias não têm dono. Elas são de quem as concretiza e coloca em prática. Eu lancei no ar aquele modo ser brasil e os italianos ouviram!


Em 2008 em meio a busca de patrocínios, universidades e organização para aplicar o projeto Brasilitária e Fio da Meada, ganhei uma agenda especial de uma escola com o método e pedagogia Waldorf baseada nas observações do filósofo austríaco Rudolf Steiner sobre a entidade humana. Entre desenhos dos alunos, poemas de Cora Coralina, letras de música de Tom Jobim e poemas de Cecília Meireles,  o mais curioso e significativo é que tinha textos explicativos sobre a ética, o trabalho, o saber e o progresso. Itens do fundamento das Ciências Organizativas e que nortearam as milhares de páginas lidas naquele núcleo que estudava o trabalho e suas implicações desde os tempos mais remotos. Folheava lendo e intrigada… Continuei…. Encantada. Parei no mês de fevereiro onde tinha o desenho de um aluno chamado Sidharta e embaixo um pensamento de Goethe: “Em relação a todos os atos de iniciativa e de criação existe uma verdade fundamental, cujo desconhecimento mata inúmeras idéias e planos esplêndidos: a de que no momento em que nos comprometemos, a providência divina move-se também.Toda espécie de coisas ocorrem e acontecem para nos ajudar, que de outro modo não teriam ocorrido.

Toda uma corrente de acontecimentos brota da decisão, fazendo surgir a nosso favor toda sorte de incidentes, encontros e assistência material que nenhum homem sonharia que viesse em sua direção. O que quer que você possa fazer ou sonha que o possa, faça-o. Coragem contém genialidade, poder e magia. Comece-o agora!” Precisava daquela injeção e veio, em um momento inesperado. Guardei o Goethe para usar no momento justo. Chegou! Julguei ideal e juntei com a preciosidade do que nos dias corridos e robóticos esquecemos totalmente, salvar a nossa pele. Por isso, guardei o quinto ato UM DIA A CASA CAI! Só estamos pré-ocupados com o quando nossa pele vai cair e nos deformar.

Esquecemos que cada centímetro de pele tem:

_ 6 milhões de células que produzem a queratina,proteína presente na camada superficial da pele,e a melanina, pigmento  responsável pela cor.


_ 15 glândulas sebáceas, que secretam o sebo que,junto com o suor, forma uma camada de proteção contra agressores externos.

_ 5 folículos pilosos(poros)onde nascem os pêlos, que protegem contra o frio e dão sensibilidade à pele.

_ 1 metro de vasos sanguíneos,que nutrem e oxigenam a pele.

_ 100 glândulas sudoríparas, que regulam a temperatura do corpo.


_ 5 metros de nervos, responsáveis pela sensibilidade da pele ao tato.

_12 pontos crios sensíveis, responsáveis pela sensibilidade da pele ao frio.

_ 2 pontos termossensíveis, que deixam a pele sensível ao calor.

_ 200 pontos algésicos sensíveis, responsáveis pela sensibilidade à dor.


ÀS VEZES esquecemos que somos feitos de carne, osso e cérebro! Sem sangue nas veias, insistimos em viver como lata velha deteriorada. Como se não nos renovaremos. Sabe a última? Não é moda mas, pode pegar!

RIA! Dê uma tremenda gargalhada porque, neste momento, e daqui para frente seu metro quadrado é mais pele do que nunca e só você pode cuidar.

Vá de cabeça, perca a cabeça, use seu corpo, MEXA-SE!

Última:


_ A gargalhada é um ótimo exercício aeróbico.

_ Quando você explode de rir, o batimento cardíaco se acelera, os músculos do pescoço, do ombro, do abdômen se contraem e a pressão sanguínea sobe

Aquela brincadeira do bem me  quer, mau me quer……Faça ao Ler, Ver e Ouvir:

_Essa é boa!


_Essa não é!

Ótimo exercício para combater a MÍDIA SINCRASIAS!

Para finalizar pedi um girassol virtual do nosso jardim ao meu amado para colocar no post desse artigo, que por sinal e na real ele é fotógrafo. Meu companheiro de trabalho e todas as horas.  Compreendi a brincadeira do mal me quer e bem me quer e refleti seriamente que bem…. Acho que algo de muito bom me quer! E continuei em frente.


Ainda que minha razão ache que sim, eu realmente espero que não!

Artigo Anterior

Dê asas a sua imaginação!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.