Cada lembrança que nos faz sorrir comprova que o relacionamento durou o tempo necessário e foi eterno na medida certa

3min. de leitura

Eterno enquanto dure…



Por esses dias natalinos, fazendo compras em um supermercado, encontrei uma velha amiga que havia muito não via. Ela então falou de si, dos filhos, do marido, da casa, do trabalho e da vida fitness. Eu seguia observando a sua narrativa já sem paciência, confesso, quando finalmente, percebendo seu egocentrismo, resolveu perguntar sobre o meu casamento, e eu, com minha paciência esgotada, respondi secamente: “Acabou!”

Ela fez uma cara de lástima e com piedade me disse: “Que pena que não deu certo!” E pensei: “Não deu certo? Sim, deu certo! Então, como e por que não deu certo?”

Para muitos, é difícil compreender que existem ciclos, e esses ciclos são feitos de início, meio e fim e, muitas vezes, o fim nada mais é do que um novo começo.

Em especial nos relacionamentos em que juramos fidelidade e, mais que isso, prometemos e esperamos lealdade, a lealdade que nos faz permanecer na pobreza e na riqueza, na saúde e na doença, nos bons e maus momentos, ou seja, juramos lealdade à pessoa com a qual escolhemos passar o resto da nossa vida. Mas romper essa esperança e juramento é muito doloroso e triste.


Ninguém se une pensando que vai terminar. Quando nos unimos a alguém, queremos e torcemos muito que seja para sempre, mas “o para sempre, sempre acaba” e o importante é o que fazemos desse relacionamento que acabou: será mais um item para a lista dos fracassos ou vamos aprender e racionalizar esse fim?

A frase já nos diz tudo: “Que seja eterno enquanto dure.” O famoso poeta Vinicius de Moraes nos deixou de forma tão generosa essa ideia de que o importante é a qualidade de vida que temos ao lado de alguém e não a quantidade de vida. Anos infelizes, frustrados, infelicidades e traições não contam para um relacionamento saudável.

“Felizes para sempre” é um conto de fadas que já não existe mais, e isso não é um problema, muito menos “infelizes para sempre”.


Adquirimos a maturidade ao saber a hora em que a caminhada cessou e é tempo de caminhar em outra estrada, seja sozinha ou acompanhada.

O tempo que passamos ao lado de alguém, todas as nossas risadas, sonhos, momentos incríveis e inesquecíveis são provas de que tudo deu certo sim, tudo valeu a pena, a diferença é que durou o tempo necessário.

Cada lembrança que faz você sorrir comprova que o relacionamento durou o tempo necessário e foi eterno na medida certa.

 

Direitos autorais da imagem de capa: Rose dudley/Pexels.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 23/12/2019 às 6:42






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.