publicidade

Colocar-se no lugar do outro faz toda diferença. Sua empatia pode mudar a vida de alguém!

Quando for dar um conselho para alguém, uma opinião sobre qualquer assunto da vida da outra pessoa, dê como se fosse dar para alguém que você ama muito: seu filho, sua mãe, seu pai, etc.



Verá a diferença quando fizer esse exercício de imaginar que a pessoa com quem você está falando poderia ser alguém de sua mais alta estima. Porque aí muda tudo. Porque conselho e opinião são difíceis de se dar, porque ninguém está na pele do outro, ninguém está vivenciando o que o outro está.

Melhor ainda seria se colocar no lugar do outro e imaginar o que gostaríamos que alguém nos falasse, se estivéssemos vivendo tal situação ou sofrimento, aí muda mais ainda a forma como olhamos para aquilo que se passa com a outra pessoa! Mesmo assim, o nosso entendimento e compreensão são muito limitados.

Existem muitas coisas que ninguém consegue entender de fato. A vida humana é cheia de nuances e cada um é um universo.

Somos semelhantes em dor, amor, na nossa condição humana, mas somos muito diferentes em particularidades, vivências, entendimentos e na forma de compreender o mundo e assimilar experiências e sentimentos.

Cada um tem sua forma particular de ser, de se relacionar, de interagir com situações, fatos e com as idas e vindas que o mundo dá. A cada um o seu amadurecimento, a sua visão.


Portanto prefira caminhos que tenham luz, escolha ser pessoa que agrega na vida dos outros, que acolhe. Escolha ser agregador com todas as pessoas, ser um elo de afeto e claridade. A vida já tem tribulações demais. Seja raios de luz sobre as trevas, para que os outros encontrem em você abrigo, afago. Para as pessoas se sentirem com um pouco mais de paz em sua presença, um pouco mais saciadas de sua sede, como quem, depois de andar alguns dias no deserto, encontre alguém a lhe oferecer água.

Seja fonte, seja farol, seja amor. Já vivemos em uma sociedade, em um mundo que é mais desunido do que unido, mais propenso em ter mais conflitos, dores e desamor. Seja um elo de afeto, de amor, promova a união, promova os melhores laços entre as pessoas, não seja alguém que promove discórdias. Isso já existe demais no mundo. Seja diferente, seja um condutor da paz, da compreensão e traga alívio para sua alma e para todos que tiverem o prazer de desfrutar sua companhia.


Não seja uma pessoa julgadora e crítica, mas também não se vitimize de tudo. Encontre seu eixo, seu equilíbrio, fortaleça-se com suas qualidades e amplie suas possibilidades, valorize nos outros suas qualidades, seus potenciais, seja um incentivador da sua pessoa e das outras pessoas.

Não aponte, ofereça palavras verdadeiras de incentivo, não de bajulações, mas mostre para o outro o quanto de bom ele possui.

Saiba apreciar os outros, assim como gosta de ser apreciado. Valorize as pessoas, elogie mais, assim como deseja que os outros façam com você. Crie uma rede de apoio.

“Na dor e no amor, somos todos semelhantes.”

Quem não gosta de uma boa palavra em um momento difícil? Quem não gosta de um apoio, quando se sente perdido? Quem não gosta de um carinho, de uma mão amiga para o levantar, quando está paralisado e com dores?

Seja um incentivador de pessoas. Sua boa palavra, seu apoio, seu afeto e gentileza podem ser o diferencial na vida de alguém, podem contribuir de forma incalculável. Como também palavras de julgamentos, palavras duras e de acusações podem pesar muito negativamente para pessoas que já não se encontram bem.

Seja uma pessoa que usa a expansão do melhor das boas energias e das melhores vibrações.

Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.