ColunistasComportamento

Como e quando o hábito nos limita?

O hábito faz parte de todos nós. Aliás, há poder no hábito, título de importante leitura.



Mas e quando o hábito nos limita?  

Todos nós temos um jeito seguro e bem confortável de fazer tudo. A rotina e disciplina pode ser bem importante, no entanto, o grande problema é quando há necessidade de fazer diferente e, por estar tão habituado a sempre fazer da mesma forma, você se sente impedido de sair do padrão, do piloto automático.

E se deseja ter uma vida mais feliz, mais congruente com quem você quer experimentar ser, com a sua melhor versão, há de se criar um novo mapa para um novo estilo de vida.

Ficamos tão habituados com a forma que fazemos todas as coisas, que perdemos, com o tempo, nossa habilidade em testar novas possibilidades.

Como fazer para evitar o comportamento limitado pelo hábito? 

Aumentar a capacidade de observar tudo, conscientemente.


Quando foi a última vez que você fez uma coisa pela primeira vez?

Nosso cérebro realiza novas redes neurais a cada nova experiência, então, programe-se para fazer uma coisa completamente nova, ao menos 1 vez por semana, e experimente com alegria e consciente de estar plenamente conectado com esta experiência.


Pode ser qualquer coisa…

…. ler algo completamente diferente, dançar um ritmo que você desconhece,  ver um tipo de filme que normalmente não vê,  conversar com alguém que não conhece, pintar, dançar, experimentar uma comida que nunca provou, usar uma cor de roupa que normalmente não usa, um penteado novo , trocar o relógio de pulso,  fazer um caminho diferente, cantar, brincar, jogar,  andar de olhos fechados e de costas por alguns minutos, um perfume diferente,  plantar uma flor, colher uma fruta,  dormir do lado diferente da cama, acordar em um horário novo,  meditar, andar de bicicleta,

Enfim, qualquer coisa que seja nova e possa ser divertido para o seu cérebro.


_________

Direitos autorais da imagem de capa: kapu / 123RF Imagens


Antes de ser amor, era oração…

Artigo Anterior

Leia antes de dormir…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.