ColunistasReflexão

Conhece-te a ti mesmo! – eis a chave para tuas libertações…

Quem és? Quem estás? Um antigo filósofo já asseverou: “Conhece-te a ti mesmo”.

Foste criado para ser um espírito ÚNICO e pela incompreensão se DIVIDIU em vários corpos.



Foste forjado no fogo do amor e através dele te tornaste a manifestação da criação suprema de Deus, mas na ignorância de quem és, esqueceste tua origem, relutando incessantemente a amar e reconhecer o Ser Infinito que partilhas dentro do teu ser.

Recebeste a eternidade, mas sem valorizá-la repartiu o tempo em ciclos finitos que denominaste de TEMPO.

Recebeste o Universo a desdobrar-se diante de ti em miríades infinitas de galáxias e sóis, mas a cegueira circunscreveu teus passos num pequeno reduto que julgas o mais expressivo orbe do teu sistema solar, chamado TERRA.

Para que jamais te sentisses sozinho, enquanto mergulhado nos mares da vida, a magnânima Providência te confiaste uma sombra inseparável e a colocou sob teus pés, mas mesmo olhando para baixo, raramente elevando os olhos ao alto em gratidão, maldizes a estrada que te foste confiada.


Surpreendeste tua consciência com as descobertas da imensidão do planeta chamado CORPO HUMANO, mas ainda repudias a existência, definindo tamanha complexidade como obra do acaso.

Negaste a lógica da simplicidade criando razões para a complexidade, e nisto, avaliaste injusto os processos naturais que transcorrem no fluxo da evolução.


Quem és? Quem estás? Um antigo filósofo já asseverou: “Conhece-te a ti mesmo”.

Eis a chave para tuas libertações, pois grafado na humanidade tais palavras ainda ecoam: “…e a verdade te libertarás”


10 hábitos tóxicos que você precisa evitar:

Artigo Anterior

Raro eclipse lunar em leão – 11 de fevereiro de 2017:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.