publicidade

Consagre sua vida a Deus! É Ele quem o(a) ajuda quando ninguém mais está com você

Você julga ser impossível controlar o que sente. E eu estou aqui para lhe dizer: não deixe isso dominar você.



Pela carência, pelo medo, pela angústia, somos levados a tomar cada vez mais decisões erradas. E no fim fica o arrependimento, a dor de não ter esperado, de não ter tido paciência e de se deixar levar pelas emoções.

A primeira coisa que você precisa entender é: negar o que se sente não ajuda em nada no processo. É preciso aceitar que “estamos carentes” ou “estamos com medo”, e que nesse momento podemos cair na armadilha de aceitar pouco. Muito pouco.

Corremos o risco de atropelar os planos de Deus e, baseados em nossas emoções, fazer escolhas de que futuramente nos arrependeremos.

Aceite o que você sente, reconheça suas necessidades e entregue-se a Deus, pedindo a Ele que o(a) ajude a ter mais sabedoria, a ter domínio próprio, que por sinal é um dos frutos do Espírito.

Cuidado, a necessidade de ter alguém pode levar você a viver um plano que nada tem a ver com o que Deus deseja para sua vida. Pode levá-lo(a) a aceitar pouco e a sofrer muito com todas essas ausências.


Existem valores que são inegociáveis. Propósito não se discute nem se negocia. Cuidado para que o medo de “ficar solteiro(a)” não leve você a deixar alguém entrar em sua vida e fazê-lo(a) rever aquilo em que você acredita.

Convide Deus para participar da construção da sua história, Ele quer ser o autor dos seus projetos, dos seus sonhos e da sua família. Também quer ajudá-lo(a) a escolher com sabedoria. Ele pode preencher todo e qualquer vazio. Ele o(a) ajuda quando ninguém mais está contigo e você se sente sozinho(a).


“Quem não controla suas emoções torna-se escravo.” (Raphael Godoy)

Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.