Correr atrás da felicidade não o tornará mais feliz!

5min. de leitura

Vivemos em uma sociedade em que ser feliz tornou-se obrigatório. Grande parte das pessoas vive em busca da felicidade. Afinal, quem não quer ser feliz?



Mas será que temos que ser felizes a qualquer preço? Tem como ser feliz o tempo todo?

Quando a felicidade passa a ser uma obrigação, muitos problemas podem surgir. Os desejos são cada vez maiores e quando alcançados, surge um novo desejo causando assim um efeito contrário ao que se busca, pois este movimento gera uma insatisfação permanente.

Várias pesquisas já foram realizadas em relação à busca da felicidade e há inúmeros conceitos para essa palavra em vários âmbitos diferentes. E não há um consenso. O único ponto em comum que vemos, é que não há caminho para a felicidade. Apesar de haver vários manuais e gurus que ensinam a encontrá-la.


Cada pessoa é diferente e reage a vida de maneira diferente. Assim, o que é felicidade para um não será obrigatoriamente felicidade para o outro.

Hoje vivemos em uma época em que o consumismo e o exibicionismo geram muita comparação e competição. O que acaba tornando o indivíduo um eterno insatisfeito, pois há, a todo momento, uma comparação entre ele e os outros, ou entre o que ele tem e o mais novo lançamento do mercado. Assim, as coisas que ele possui ou as experiências que tem nunca serão boas o suficiente.

Se bens materiais trazem felicidade? Eu acredito que não. E é o que muitas pesquisas demonstram também.

Mas porque será que mesmo diante disso muitas pessoas vivem em busca de ter mais? Ao estudar esse assunto, verifiquei que algumas pesquisas demonstram que, quando se chega à determinada condição financeira em que o indivíduo consegue atender às suas necessidades, se a quantidade de dinheiro aumenta, os níveis de felicidade não aumentam na mesma proporção. Em determinado momento esse nível de felicidade chega até a se estabilizar.


Mesmo diante destes fatos, vemos que a sociedade tenta ditar quais são as conquistas materiais e realizações pessoais que devemos conseguir ao longo da vida para sermos felizes.

Isso nos faz questionar vários aspectos em relação à felicidade e o estilo de vida que buscamos ter.

É importante ressaltar também que, dificilmente encontraremos ou seremos pessoas felizes o tempo todo. Na vida de todos ocorrem coisas que fogem ao controle. Ocorrem perdas, frustrações, mortes, problemas de saúde, acidentes, enfim, várias coisas que não cabem a nós controlar. Assim, nem que seja em pequenos momentos haverá quedas nos níveis de felicidade.

Então, será que nunca alcançaremos a felicidade plena?

Sabe aquelas ocasiões em que nos esquecemos do tempo e do espaço? Quando você toma seu sorvete favorito, quando brinca com seu cachorro ou com seu filho, quando recebe um sorriso de uma pessoa que você ajudou ou quando planta uma flor e ela floresce? Nesses pequenos momentos, em que você vive o presente, aprecia o que está acontecendo ali, você vivencia a felicidade. E muitas vezes nem se dá conta. É a felicidade em pequenas doses.

Assim, acredito que encontrar a felicidade em pequenas coisas e em momentos simples, podem nos tornar pessoas mais gratas e contentes com a vida. O que é melhor do que viver buscando encontrar a tal da felicidade plena, tão divulgada por aí e que só nos deixa frustrados por nunca a alcançar.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: somemeans / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 08/02/2018 às 3:22






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.