Crush conversa, mas não toma atitude

Crush conversa, mas não toma atitude. Esta é uma situação que inquieta muitas mulheres.

Elas sabem que está rolando alguma coisa, são capazes de sentir alguma “tensão” no ar, contudo o carinha não faz nada para além de olhares e algumas conversinhas. Tem aquelas que perdem a paciência e caem logo fora, só que também tem aquelas que começam a se desesperar, imaginando que estão fazendo algo que o esteja impedindo de seguir adiante ou que estão confundindo a situação e que o cara quer apenas uma doce amizade. Como resolver este conflito?

A primeira coisa a se dizer é que dificilmente há um mal-entendimento nestes casos. Se o cara apenas puxasse conversa, poderia haver; mas ficar olhando é um sinal inequívoco de apreciação. Não estou dizendo que seja um sinal de paixão. É apenas um sinal de que o interesse vai além de uma terna amizade.

Ora, se há interesse, por que as coisas não andam?

São duas as principais dificuldades: ela passa, sem perceber, sinais de desinteresse ou ele é inseguro para além da conta.

Caso 1. Tem mulheres que possuem um medo terrível de parecerem “atiradas” ou fáceis demais. Para evitar qualquer possibilidade de que isto ocorra, acabam emitindo sinais de desinteresse. Quando os caras se aproximam, não estendem a conversa, ou conversam muito seriamente, ou utilizam uma postura corporal de fechamento, ou evitam simpatia ou qualquer outra coisa que passe a ideia de que “devem cair fora”. Mas isto é fácil de se resolver com pequenas alterações comportamentais. Podem aproximar mais o corpo, exibir um leve sorriso ao longo da conversa (leve sorriso, pois sorrir exageradamente atrapalha), fazer perguntas que prolonguem a conversa, etc.

Caso 2. Tem caras que não conseguem chamar para sair mesmo. A dificuldade está neles. Paralisam e temem uma recusa, como se isto significasse a maior ofensa de todos os tempos. No fundo, este tipo torce para que elas efetuem o convite ou, então aguardam uma dica tão boa de que não serão rejeitados, que, às vezes, levam meses antes de chamar para alguma coisa. O problema aí é que as meninas creem que eles não estão a fim e acabam se afastando, ou, quando eles enfim têm coragem, elas já esfriaram e até já estão se acertando com outros carinhas. Aquelas que estão querendo muito um cara assim, e não estão dispostas a aguardar meses até que ele se sinta à vontade para tomar uma atitude, devem fazer o seguinte: a) emitir sinais ULULANTES de que aceitariam um convite, caso fosse efetuado e b) tomar a iniciativa do convite, em vez de ficar aguardando.

Pois é, a mulher pode tomar iniciativa, sem nenhum problema. O que não pode é a insegurança de ambos determinar o rumo das coisas.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: bernardbodo




Deixe seu comentário