7min. de leitura

Cuidado! A inveja é sua amiga!

A sua intuição mostrará a você a diferença entre amiga verdadeira e amiga invejosa.



O ato de invejar alguém consiste em possuir aquilo que faz o outro feliz. Muitas vezes não é o dinheiro nem poder, mas as características, a cor do cabelo, o sorriso, a simpatia. O poder da inveja não age sobre celebridades nem estrelas do hall da fama, estes são seres muito inacessíveis para servir de patamar, por isso a inveja é sua amiga e ela está mais próxima do que você imagina.

O que é a inveja? Ela é tão maléfica e arrasadora que faz parte dos sete pecados capitais que foram formalizados no século VI, pelo papa Gregório Magno, tomando como base as epístolas de São Paulo, que definiu a inveja como uns dos sete piores erros de conduta.

O que sente o invejoso?

Um desgosto profundo pela prosperidade e felicidade do outro. É a completa falta de empatia, uma raiva silenciosa, uma doença maligna. Os olhos invejosos são os piores feiticeiros no mundo espiritual. Costumo dizer que a inveja é como um sapato que não nos serve, lindo, fabuloso, mas não nos serve. Talvez a felicidade de uma pessoa não seja a minha, por isso somos diferentes e almejamos coisas distintas. Mas, para o invejoso, não! Ele quer o sapato, mesmo sabendo que não servirá no seu pé pelo simples fato de desejar o que o outro tem.


Identificando os invejosos

Preocupante, não? Mas, muitas vezes, é um sentimento inconsciente, difícil de ser aceito e percebido pelo invejoso, mas muito fácil de ser detectado por quem é o seu alvo. Como podemos perceber os invejosos à nossa volta? Preste atenção nas dicas:

Proximidade: como disse anteriormente, a inveja é sua amiga, é isso que a torna tão perigosa e traiçoeira, porque não está distante de você nem é uma inimizade declarada, ela é silenciosa e espectadora de todas as suas conquistas e vitórias, ela segue as suas redes sociais, tenta conquistar seus amigos e fazer parte dos mesmos grupos de que você participa, ela é sua maior e mais fiel espectadora, rival e sabotadora.


Competidor feroz: a competição faz parte da trama dos invejosos, eles não vibram com as suas vitórias ou conquistas, mas competem para ultrapassar você, ser melhores, fazer mais, estar em evidência, geralmente autoelogiam. Sabe aquela réplica famosa que você comprou? O invejoso vai comprar o original, nem que pague em várias prestações, mas não perderá a oportunidade de lembrar que você tem uma réplica.



Balde de água fria: preste muita atenção no rosto das pessoas quando você lhes conta um momento feliz, uma conquista. Sua voz mente, mas sua expressão facial nunca. O invejoso vai menosprezar seus feitos ou comemorar de forma exagerada para disfarçar a frustração que está sentindo.


Jogo da imitação: não esqueça que a inveja só é sentida por quem desperta admiração, portanto você é o espelho do invejoso, porque admira você, então vai copiar seu vocabulário, roupas, sapatos, cor do batom, do esmalte, os acessórios… E aí existe uma diferença grande entre aquela amiga que irá conversar com você: “Amiga, amei esse batom. Que marca é? Vou comprar um igual, tudo bem?” E o usará no dia seguinte, como se tivesse comprado o batom antes e você o estivesse copiando. A sua intuição lhe mostrará a diferença entre amiga verdadeira e amiga invejosa.


Calúnias: o invejoso está sempre em competição, então, claro que usará de calúnia, difamação e maledicência, afinal ele precisa superar o seu carisma, fazer com que as pessoas não gostem de você, portanto é normal criticar as suas atitudes para os outros e até mesmo seus amigos.


Melhor amiga: quando você estiver triste ou fracassar em um projeto, ela estará ao seu lado e, se deixar, 24 horas. Estará extremamente preocupada, falará com você várias vezes por dia, mas não lhe dará soluções, estará ao seu lado somente para saborear sua tristeza e lembrar a cada minuto que você falhou.

Como podemos lidar com pessoas assim, que estão numa linha tão tênue entre a verdade e a falsidade? Como identificar um invejoso e não desconfiar de nossos verdadeiros amigos?

Diante das características acima, analise suas amizades e aprenda a lidar com os invejosos. Primeiro passo: identifique, saiba quem são no seu círculo de amizades, no trabalho e na família.

Não acuse nem provoque o invejoso, quando identificado, ele pode se tornar perigoso. Não se afaste apenas, não comente nada sobre sua vida pessoal e profissional, responda-lhe usando frases curtas e vagas. Procure entender como a inveja chega até você e o motivo: beleza, talento, carisma, profissionalismo, relacionamento…

Como o invejoso se apresenta, qual é o seu perfil: vítima, sorrateiro, superior? Observe e analise, isso é importante.

Não sinta medo de ser quem você é nem mude suas atitudes e opinião, você deve saborear cada conquista, porque afinal resulta do seu esforço e merecimento. Continue no caminho certo e se apoie nas pessoas que realmente torcem pelo seu sucesso. Ignore comentários negativos e maldosos, não retruque nem responda, apenas os ignore.

E, para ajudar, se isso é possível, sempre que encontrar o invejoso, faça comentários positivos sobre suas qualidades, seu visual, seja gentil, proponha-se a ajudar e ponha limites nos comentários negativos, mostre que você é otimista diante da vida, pois é nas crises e dificuldades que mostramos nosso valor e nossas atitudes.

Reaja sempre com positividade!

 

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Amor: Olha Shtepa/123RF Imagens.

Você sabia que O Amor está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.