ColunistasDesenvolvimento Pessoal

Cuidado com a armadilha mental do medo de reconhecer os seus erros!

A Terceira Armadilha Mental



A terceira armadilha mental descrita pelo psiquiatra Augusto Cury em seu livro “O código da inteligência e a excelência emocional” é o medo de reconhecer os erros.

Quem frequentemente se aprisiona nessa armadilha tem na verdade o medo de admitir que não é perfeito, que erra, que é um ser humano como todos os outros e que não é superior a ninguém, no conjunto de suas emoções.

Por vivermos em uma sociedade que exige que todos sejam perfeitos, totalmente sem erros, perfeitos ao falar, ao reagir, a se manifestar, onde todos nós buscamos ser deuses, completamente sem defeitos, acabamos por acreditar que isso é possível e esquecemos que somos humanos e imperfeitos.

“Parecer perfeito nunca foi sinal de saúde mental. Bem o contrário. Ter coragem de ser imperfeito indica muito mais autoestima saudável do que fingir ser impecável.“  –Mark W. Baker


Aquele que reconhece seus erros demonstra, na verdade, que é uma pessoa segura e madura. Mostra a seus liderados que é possível errar sem medo de ser condenado. Dá às pessoas a oportunidade de também se abrirem e de serem transparentes e autênticas.

Quem domina a arte de confessar os erros se lança no caminho do crescimento emocional e se mostra um verdadeiro líder.


Ainda há tempo, escolha a excelência.

Cristiano R. Costa.


Não existe “a pessoa certa”. Certas e erradas são as nossas escolhas!

Artigo Anterior

Como tomar uma decisão quando os dois caminhos parecem bons?

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.