Deixa eu te contar um segredo…

Sua felicidade não depende das condições externas, sim das internas. Não é o que você tem, ou o que você é, ou o que está fazendo que o torna uma pessoa feliz ou não, é o que você pensa! É a sua atitude mental que determina isso.

Quero compartilhar uma coisa com você. Durante muito tempo na minha vida, eu achei que eu fosse uma pessoa feliz porque me via como otimista, costumava fazer piada dos meus defeitos e limitações, tinha uma certa pitada de humor ácido e crítico e, de maneira geral, tinha o riso fácil, quando estava entre amigos e familiares.

Hoje, entendendo melhor sobre o funcionamento da mente humana e como somos guiados por nossas emoções, eu olho para trás e percebo que eu não era verdadeiramente feliz como achava que era. 

Eu vivia atormentada por pensamentos negativos, culpas que pesavam sobre meus ombros e muitos sentimentos conflitantes como frustração, ansiedade, medos infundados de não ser aceita, de não conseguir, de falhar, de ser criticada. Claro que isso tudo tinha suas motivações, com origem em tudo o que tinha vivido até aquele momento, mas eu não sabia disso.

Então, para evitar esses pensamentos e emoções negativas, para evitar o medo, eu me jogava no trabalho e nos estudos, como se isso fosse a tábua de salvação, como se isso fosse me fazer melhor mãe, filha, irmã, amiga, mulher, profissional, companheira.

O que eu não percebia é que eu produzia mais daquilo que eu tentava fugir. E eu sofri! E caí muitas vezes, em algumas eu me demorei mais para levantar, mas sempre me levantava e seguia “capengando”, repetindo os ciclos.

E somente hoje, depois de passar por profundas e intensas transformações da minha atitude mental, do meu padrão emocional e comportamental, tudo por meio da reeducação emocional, é que eu posso afirmar que sou verdadeiramente feliz e que isso, sim, causou uma profunda transformação no meu modo de ver a vida, as pessoas, a mim mesma, a minha história, o meu passado, presente e futuro.

E por que estou compartilhando isso com você hoje?

Para lhe dizer que a sua felicidade não depende das condições externas, sim das internas. Não é o que você tem, ou o que você é, ou o que está fazendo que o torna uma pessoa feliz ou não, é o que você pensa! É a sua atitude mental que determina isso.

E eu lhe digo mais: a sua felicidade é determinante do nível de sucesso e realização que você vai ter na vida. Pessoas que sorriem e são felizes tendem a gerenciar, ensinar e até vender de forma mais eficiente, a educar filhos mais felizes, a serem mais produtivas, saudáveis e terem melhores relacionamentos interpessoais.

Arrisco dizer que todos no mundo buscam a felicidade, mas só há uma forma de consegui-la: tomando a decisão de gerenciar seus pensamentos para ser feliz.

Não sabe por onde começar? Duas dicas poderosas para você: 

1. Comece fazendo de conta que você é feliz. Dedique-se para pensar, agir, sentir e falar como se a felicidade já fizesse parte da sua vida. Finja até tornar-se, seu cérebro não distingue o que é real do que é imaginação.


2. Sorria! O efeito do sorriso é poderoso! Não custa nada, mas cria muito! Enriquece aqueles que o recebem, sem empobrecer aqueles que o dão, com o benefício de mudar a sua atitude mental, pois ação e sentimentos andam juntos.

Um lindo, sorridente e feliz semana para você!  Venha comigo! Vamos juntas! 


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: macniak / 123RF Imagens




Deixe seu comentário