Desafie o seu modelo mental e transforme-se em um empreendedor de sucesso!

10min. de leitura

O Brasil sempre figurou entre os países que mais empreendem no mundo. Em 2015 estávamos em terceiro lugar, de acordo com uma pesquisa divulgada pela revista Pequenas Empresas Grandes Negócios. Hoje, por força das circunstâncias econômicas, muitas pessoas veem na abertura do próprio negócio uma alternativa viável para escapar da crise, empreender e realizar seus sonhos.



De acordo com um relatório da Endeavor, os empreendedores se dividem em alguns perfis. Para chegarem a este resultado, eles cruzaram os dados coletados dos entrevistados para determinar quais perfis apresentam mais atitude empreendedora (Otimismo, Autoconfiança, Coragem para aceitar riscos, Desejo de protagonismo e Resiliência/Persistência). Os resultados estão listados abaixo. Os perfis são complementares, então, é possível pertencer a mais de um grupo.

desafie-foto-01

34% — Nato — Possuem extrema facilidade para identificar boas oportunidades e veem na superação dos desafios sua maior motivação para realizar seus sonhos. São otimistas, autoconfiantes e buscam se capacitar tecnicamente como forma de aprimorarem suas competências. Aprendem com os erros e costumam ser muito bem sucedidos. Fazem o que amam e amam o que fazem.


34% — Herdeiro — Os herdeiros são pessoas que, literalmente, herdaram o negócio construído pela família ou são aqueles que conviveram intensamente com empreendedores apaixonados e com eles aprenderam a desenvolver as atitudes corretas e talhar o próprio mindset para empreender com altas taxas de sucesso. Aqui também encontramos apaixonados que se identificam profundamente com o que fazem.

31% — Meu Jeito — Sua maior motivação é empreender de acordo com seus valores, ambições e crenças. Costumam não se adaptar muito bem trabalhando para outras pessoas. É o perfil dos profissionais liberais, autônomos e de mulheres que buscam no negócio próprio uma oportunidade de terem horários flexíveis e passarem mais tempo com a família. Não empreendem com um sentimento de propósito e auto realização. No geral, não buscam a capacitação e, por isso, suas empresas não apresentam boa expectativa de crescimento.

29% — Busca do Milhão — Quase não é preciso comentar, o que motiva esse perfil, que é majoritariamente composto por jovens, é a busca pelo lucro e, por isso mesmo, são mais ambiciosos que a média dos empreendedores. Para atender às altas expectativas, buscam fortemente a capacitação e o uso de ferramentas que potencializem suas chances de sucesso.


27% — Idealista — Pessoas neste perfil são guiadas pelos seus valores e visão do mundo. Podem mesmo até serem missionários de uma causa e, por isso, não visam o lucro a qualquer custo. Têm mais dificuldade em prosperar pois resistem a desenvolverem as atitudes empreendedoras.

18% — Situacionista — Neste perfil, que tem grande participação feminina, os empreendedores foram levados por uma situação como oportunidades imperdíveis, insatisfação no mercado de trabalho ou desemprego. No geral, não apresentam as atitudes empreendedoras, não se capacitam e desistem. É onde ocorre a maior taxa de mortalidade das empresas.

Agora, quero chamar sua atenção para um ponto importante. Essa pesquisa da Endeavor captou que 61% dos entrevistados declaram ter planos de abrir um negócio próprio nos próximos 5 anos. E isso foi em 2014, portanto, antes da crise econômica chegar com força.

Hoje, esse número deve ser ainda mais expressivo porque muitas pessoas agora se enquadram no perfil Situacionista. E, perceba que, não por acaso, este é o perfil que menos tem participação entre os empreendedores de sucesso. E sabe por quê? Porque, via de regra, os demais perfis são compostos por pessoas com um mindset empreendedor ou que trabalharam fortemente para desenvolvê-lo.

O Mindset ou Modelo Mental

“O segredo do sucesso não é tentar evitar os problemas nem se esquivar ou se livrar deles, mas crescer pessoalmente para se tornar maior do que qualquer adversidade.” — Segredos da Mente Milionária — T. Harv Eker

Mas, afinal, o que é mindset? É a maneira como você encara os desafios que o mundo e a vida te oferecem. As coisas nas quais você acredita como sendo verdades, as suas verdades, também chamadas de crenças, determinam como você constrói sua visão do mundo. Dependendo das circunstâncias nas quais você foi criado e das pessoas com as quais você conviveu e te serviram de exemplo, você pode ter desenvolvido crenças que te limitam ou te capacitam a ser um empreendedor realizador.

Pense fora da caixa

Pense fora da caixa

Ter a mentalidade correta para empreender fará a enorme diferença entre ter sucesso e ser mais um dentre milhares que fracassam em prosperar um negócio próprio. E qual é o mindset que levará você a ser um empreendedor de sucesso? Antes de te dar a resposta, deixa eu te explicar a diferença entre o mindset fixo e o mindset em crescimento.

Mindset Fixo — Pessoas com esse tipo de modelo mental tendem a ser indivíduos conformados com suas próprias limitações, acreditam quem não podem mudar a maneira como veem o mundo, fazem as coisas ou reagem as situações e desafios. Costumam ser pessimistas, desmotivados e, quando ousam pensar em dar um passo além, ficam paralizados pelo medo de errar e serem julgados por sua falha. São mestres em inventarem desculpas e procrastinarem. Algumas vezes essas crenças são tão fortes que parecem serem talhadas em pedra, e, não só limitam a própria pessoa como se expandem para além dela quando esta se depara com alguém próximo que põem-se em movimento para promover a mudança. Às vezes, até invejam secretamente as pessoas bem sucedidas.

Mindset em Crescimento — Quem tem essa mentalidade costuma ser muito otimista, encarar os desafios de frente, mesmo que tenha medo, e aprende com os erros, resignificando-os como oportunidades de novos aprendizados. São apaixonados pelo que fazem, engajados com seu propósito de vida. São, ainda, disciplinados e focados e com uma sede inesgotável por conhecimento e autodesenvolvimento. O mindset em crescimento é flexível e adaptável. Pessoas assim têm consciência de que nosso cérebro é plástico, modelável e que aprende as coisas mais desafiadoras se dermos a ele a oportunidade de ser desafiado.

Se você quer aprender um pouco mais sobre os tipos de mindset, recomendo que assista esse vídeo no qual a própria Dra. Carol Dweck, idealizadora dos conceitos acima, explica como os dois tipos de mentalidade funcionam e, o mais importante, o que acontece quando você desafia a sua mente a “ser mais”.

O segredo está no desafio

Talvez você esteja agora um pouco preocupado, imaginando que não dispõe das habilidades necessárias para ser um empreendedor de sucesso. Mas, eu tenho uma boa notícia, se você assistiu ao video, agora sabe que o mindset pode ser perfeitamente transformado, com a mudança de atitudes, quebra de crenças que te limitam em agir na direção certa com a aplicação de ferramentas para trabalhar seu foco, comprometimento e determinação. A neurociência já demonstrou isso em inúmeras pesquisas, algumas delas, mostradas no TED da Dra. Dweck.

Você pode começar agora mesmo o processo de mudança desafiando-se a responder com sinceridade as perguntas que vou deixar aqui para reflexão.

  • O que está ao seu alcance de fazer para solucionar problemas que o impedem de empreender e realizar?
  • O que você pode fazer para utilizar melhor seu tempo e energia e começar a tirar do papel (ou da cabeça) seus sonhos?
  • Na sua vida você perde muito tempo com tarefas sem importância ou que não são urgentes e que em nada te ajudam a empreender e realizar o seu negócio?

Esse é um pequeno passo mas com potencial para gerar uma transformação significativa na sua vida. Pode ser um pouco difícil no começo e está tudo bem. O importante é você persistir e vencer a inercia e se colocar em ação. Mesmo que devagar, pois saber a direção para onde caminhar é muito mais importante do ir depressa.

Até a próxima e vamos empreender!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.