Desilusão amorosa: a gente pensa que a nossa vida acabou, mas é preciso saber que ninguém morre por amor

4min. de leitura

Quem nunca passou por isso: amar alguém com todas as forças, ficar obcecado, ter crise de ciúmes, ligar para ver onde o ser amado está?



A gente pensa que a nossa vida acabou, mas é preciso saber que ninguém morre por amor, senão o mundo estaria perdido, temos que seguir com fluidez e felicidade.

Muitas das vezes, a gente escuta a ”vítima” de desilusão amorosa falar assim: “eu o amei com todas as minhas forças”, ”eu depositei todo o meu amor nele e ele me traiu ainda”, ”eu o amava mais do que a mim mesma”.

Quem está errado no parágrafo acima? Vamos analisar! Fizeram a gente acreditar – e ainda fazem – que temos de ter amor incondicional num relacionamento a dois. No meu modo de ver, acho errado, tem de haver equilíbrio entre dar e receber. Crédito e débito, natural.


Dê mais valor a si mesmo!

Em um relacionamento, quando um dá mais amor que o outro, alguma coisa existe, por isso o Universo ensina ao que dá mais a dar-se mais valor, para restabelecer o equilíbrio. Temos de ter amor-próprio e estabelecer limites.

Veja bem, não estou me referindo a fazer “joguinhos”, estou me referindo à reciprocidade, ao equilíbrio entre dar e receber de modo natural. Antes de estabelecer o amor incondicional pelo outro, temos de estabelecer o amor condicional, fazendo alusão ao Evangelho: ”Amai ao próximo como a ti mesmo.”

Dê valor a quem lhe dá valor.

Quem não está na mesma vibe que você não reverbera o mesmo amor por você, então fique atento, ele vai querer usar você, vai deixar você e depois você vai se perguntar: “Por que você fez isso comigo, já que lhe dei todo o meu amor?”


Está aí a resposta à sua pergunta. Você deu todo o seu amor e não recebeu quase nada de volta, então você não é vítima, é corresponsável por isso. A lição é dura e constante, até você romper com esse padrão.

Já percebeu que o ser humano se interessa pelo mesmo padrão de amor, e mesmo assim não aprende?
Quantas vezes o Universo vai lhe dar a mesma lição para você aprender? Só muda o codinome, mas a energia é a mesma, a lição é a mesma, o padrão é o mesmo.

A sua felicidade não depende de um homem nem de uma mulher. Apaixone-se por alguém pela alma! Por que se limitar? Quem faz você se sentir especial, quem está junto com você, ora nas horas boas, ora nas horas ruins?

Por que fazer joguinho com quem demonstra amor por você? Afinal a quem ama você e lhe demonstra amor, você emana de volta, declara e sente amor?

 

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Amor: silverkblack/123RF Imagens.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.