Colunistas

Deus não abandona ninguém. Tudo tem um momento certo para acontecer

Depositphotos 274312928 s 2019

Às vezes, a gente chora baixinho, pede para Deus curar o coração.



A gente sabe que muita coisa também depende da gente mesmo, das nossas atitudes e querências, da nossa maneira de encarar a vida, enfrentando certos redemoinhos emocionais.

A gente também vê que a vida prega peças, que nem sempre tudo é como se imaginou.

Conviver com a própria companhia tem de ser menos sofrido, tem de ser algo que possa nos trazer para perto, com resiliência e confiança, porque quem não nos respeita não merece um lugar ao nosso lado, não merece nos saber.


Não devemos ser autossabotáveis, autodestrutivos.

A gente sabe que por teimosia vai lá e tenta de novo, vê se é aquilo mesmo o que pretendíamos para o nosso caminho, refletindo, abrindo ou fechando a porta, transitando para sentir o terreno, vasculhando o íntimo para saber o que ficou.

A gente bate de frente, sente a estrada se desmanchar, sente que o céu lá no final do caminho espera por nós de braços abertos, depois de dias de aperto, perdão e reconciliação.

Muitas vezes, deixamos algo de nós e não sabemos onde nos achar; muitas vezes, somos nós mesmos agindo e ousando, afrontando o tempo, afrontando o lugar que pisamos, afrontando a vida para mostrar que não estamos inertes ou esquecidos.


É preciso caber neste Universo cheio de mistérios e indefinições, é preciso prestar mais atenção ao que a vida diz.

Muita bagagem pesa, muito solavanco desestrutura. Mas tudo se ajeita, tudo tem de trazer um ar de quem sabe que atravessou desertos e se salvou.

Trégua, respeito, silêncio.

Armas de quem não quer guerra, de quem quer a calma no rosto e a serenidade de dias melhores, dentro da sensação de que o pior já passou.


Ao agradecer, vamos despertando com mais sabedoria e menos culpa, vamos desatrelando nossos sentimentos negativos, vamos nos protegendo mais e nos machucando menos. Criamos uma camada protetora de discernimento, de estrutura, de reposicionamento espiritual.

Passamos a nos sentir mais revitalizados, mais centralizados e menos inibidos interiormente, valorizando a parte mais sensível do nosso ser.

A gente sabe que Deus não deixa ninguém ao relento. Tudo tem o seu momento exato para acontecer.

 


Direitos autorais da imagem de capa: Depositphotos.

Quando Deus quer, ninguém impede sua vitória. Confie! Este é o seu novo ciclo

Artigo Anterior

Quando você para de aceitar migalhas, a vida a presenteia com o melhor!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.