ColunistasSignos

Devaneios e peculiaridades de uma virginiana…

Todo mundo tem sonhos, e isso é muito comum. Mas a virginiana não só sonha como fantasia, aliás ela não diria que seria uma fantasia, mas sim um desejo que mais dia, menos dia, vai se realizar.



A virginiana sonha com coisas loucas, praticamente inacessíveis, pois, ela tem tanta vontade que aconteça, que ela conta com 100% de certeza que vai alcançar. Ah, mas é comum sonhar, você pode pensar… Claro que é, mas não da forma virginiana de ser.

Enquanto a maioria das pessoas sonham com coisas comuns, como casa, carros, joias, empregos melhores, quem é de virgem sabe que essas coisas já devem ser acrescentadas naturalmente na vida das pessoas, por se tratar de coisas comuns que compramos. Os nossos desejos vão além, e mesmo sendo loucura, temos a convicção que irá acontecer, não importa o dia, o ano, e a hora. Temos a impressão que o universo nos deve, tem uma certa obrigação, e assim tem que acontecer.

Se uma virginiana acreditar que ela um dia tomará chá com a rainha, esse dia vai chegar, mesmo que nunca aconteça, mas a certeza dessa realização mora em seu coração.


Sonhos malucos virginianos só os virginianos entendem, pois pessoas convencionais sonham com coisas naturais … Nós fantasiamos muitas coisas que queremos!

Agora você imagine uma virginiana religiosa, ela praticamente um dia vai pensar que anjos a visitarão disfarçados de humanos, e por isso ela trata bem a todos, porque vai que seja um ? Ou cuida da casa para quando essas ilustres visitas aladas chegar. Ou até mesmo não acredita em sua morte, pois antes disso Jesus chegará e a arrebatará aos céus ( Nossa, fui longe, mas só estou dando um exemplo de como sonhamos, ou melhor, fantasiamos )  Não conheço virginianas religiosas, mas acho que elas pensariam assim, pois eu pensaria

Agora vamos falar das nossas manias, ah porque virginianas têm uma coleção delas. Eu poderia dizer que são hábitos essenciais a nossa existência, mas são apenas caprichos mesmo.

Se queremos viajar do lado da janela, temos que viajar do lado da janela, há um lugar marcado no sofá que é só meu, e ai de quem sentar, terá que se retirar, porque não importa o quanto ele é enorme e confortável, se eu não sentar do meu lado favorito, ficarei chateada.  Ah, também já marquei minha carteira na sala aula, ou minha mesa no escritório, e quando chego no local e alguém está no meu lugar, eu traduzo esse acontecimento como uma afronta indireta, que querem o que é meu, e até mesmo querem ser eu… Então já passo a olhar aquela pessoa como” inimiga” ou porque sentou no meu lugar, ou porque pegou meu grampeador… Vejo isso como invasão de privacidade, ou de alguém que quer ferir a minha personalidade… Muito louco isso né ? Mas tem dias que nem ligamos, tudo vai depender do dia e do momento, temos isso também. Virginianas são imprevisíveis, é por isso que o maior medo de uma virginiana, é o medo dela mesma, e com razão!


E por falar em medo, preocupe-se se você pisou na bola com uma virginiana, passe a temer com o que poderá vir. Mas não espere para agora, porque o virginiano, não é de acertar as contas de imediato. Pois virgem arquiteta tudo como vai falar e agir, para que nada possa sair do lugar, para que tudo ocorra certo.

As virginianas são capazes de esquecer muitas desfeitas, aliás tanto esquecer, quanto perdoar. Mas há coisas que virgem jamais esquece, mas não por ser rancorosa, mas sim porque sua essência não permite. Uma traição por exemplo, ora, quando confiamos, ajudamos, passamos por diversas situações juntos, e com isso nos é gerado um amor fraterno. E se de repente recebemos uma punhalada pelas costas, isso irá doer no mais profundo da nossa alma. E muitas vezes o que vai contar, não é o fato de que uma amiga nos roubou, falou mal pelas costas, traiu com nosso namorado… O que vai contar para a nossa dor, não é o ato do malfeito em si. Mas sim, o fato por ter confiado cegamente em alguém e essa pessoa nos trair.

Porque é mais fácil para uma virginiana, aceitar perdas materiais do que ganhar uma cruel traição de quem tanto ela amava, respeitava e confiava.

Se você nos fere, esquecemos, seguimos nossa vida, não somos rápidas para revidar. E por que assim? Porque nossa vingança não é de qualquer jeito, esperamos a ocasião certa… Além disso a palavra vingança, não combina com virginianas. Pois se vingar é algo baixo e mesquinho, e o que fazemos, é algo bem melhor e superior a isso:  Damos uma lição! Isso mesmo, virgem não se vinga, dá lição!


É aí quando nossa tristeza se transforma em desprezo. Porque quem nos aborrece recebe o nosso maior dissabor, o nosso desprezo. Pois, uma virginiana não odeia, apenas despreza , e você terá o mesmo valor de um inseto ao passar por ela, ou seja, será completamente ignorado e despercebido, em alguns casos até de rostos esquecemos.

Além disso, é na tristeza que surge os nossos melhores trabalhos, é com lagrimas que adquirimos os melhores resultados. Uma virginiana sempre irá dar o melhor de si, no que estiver fazendo, principalmente num momento de tristeza. Pois, é a forma que procuramos ocupar nossa mente, e esquecer as aflições. É aí que surge os melhores projetos, inovamos no trabalho, caprichamos no almoço, fazemos sobremesas perfeitas, testamos novas receitas…

Nossa criatividade fica em alta quando estamos aborrecidas, entediadas ou machucadas com a vida. E sabe porque? Pelo simples fato de estarmos para baixo, queremos mostrar ao mundo que mesmo assim  somos capazes de surpreender. É apenas o modo virginiano de viver, pois é na tristeza que concentramos as nossas habilidades, e focamos ainda mais na perfeição, pois é uma forma de virgem se vingar do mundo, é como se quiséssemos dizer:  “Estou ferida e machucada sim, porém, jamais vencida”, ou então “Toma aqui mundo, você até pode me bater, mas nunca vai me tomar o que aprendi e gosto de fazer.“  É justamente esse brilho e esse poder de superação que ofusca os inimigos de virgem.

Agora vamos falar das nossas criancices, sim porque virginiana tem esse lado sim! E por que isso? Ora, somos mimadas, de certa forma detestamos ser contrariadas, então fazemos birras, ficamos de cara fechada com direito a fazer biquinho e tudo viu?


Não gostamos de ouvir um não, aliás ninguém gosta, mas virgem toma ódio de morte por quem diz não a ela, principalmente se ela se achar com razão, e se sentir plenamente merecedora de algo. Se a pessoa que a negou algo for próximo ou da família, prepare-se para um inferno, uma guerra psicológica, pois a virginiana não vai sossegar até ouvir um sim.

Mas se alguém que disse não a virgem, for uma pessoa distante, uma pessoa que ela não conhece, como um entrevistador para uma vaga de emprego, por exemplo, e a vaga não for dela. O coitado que se prepare para receber as 7 pragas do Egito, porque uma virginiana com raiva quando algo lhe foi negado, já é motivo o suficiente para que ela imagine você sendo atropelado até por uma manada de elefantes, ou fuzilado pelo exército norte coreano, no mínimo!

Ah meus amigos, virgem é um signo doce e gentil, mas tem um lado obscuro que vocês nem imaginam, nem queira saber os pensamentos sombrios de uma virginiana quando ela estiver com raiva. Somos do tipo que cometemos os piores homicídios apenas usando a imaginação. Virginianas com raiva decapita um sem derramar  uma gota de sangue sequer, apenas olhamos  fixamente para o infeliz e imaginamos a cena, isso nos alivia… Ficou horrorizada?  Ah tá, não me vem pagar de santinha não, porque pensamos em crueldades sim, matamos uns 10 por dia, apenas por pensamentos… é só nos aborrecer.

Isso sem falar na nossa ( Síndrome de Dona Florinda )  odiamos nos misturar com gentalhas, detestamos gente de quinta, gentinha medíocre, abominamos a ralé! E você acha que estou falando de pessoas pobres, de classe social menos elevada? Você se enganou, pois uma virginiana não se importa com status para valorizar amizades, ela presta atenção é na personalidade de caráter. Ralés para virginianas, são pessoas que elas não gostam, pessoas falsas, hipócritas, arrogantes, metidas a santas. Virgem trata esse grupo de pessoas como seres descartáveis sem valor algum.


Outra coisas que detestamos é quando nossa consideração é retribuída com desconsideração. Temos uma “ sorte” incrível de sermos pagas com ingratidão. Virgem é um signo que adora ajudar, prestar favores, colaborar, dar uma mãozinha… Mas quando precisamos, a coisas muda, é aí que o caldo entorna! Querem usufruir da nossa boa vontade, mas quando precisamos, não podemos contar com ninguém, nem que seja para um apoio moral!  Estamos sempre fazendo pelos outros, mas quando precisamos, não fica um, nem que seja para dizer: Tô aqui… parece que essa é uma das nossas sinas, a ingratidão!  Mas mudamos viu, pode ficar tranquilo, que mudamos, passamos a nos ausentar, não se importar, despachar convites… Virginiana preza pela gratidão, e retribuição, falte com isso, e você a perderá.

Algo que também quero mencionar é que somos saudosistas. Adoramos viajar no tempo e lembrar de coisas que aconteceram na nossa infância, adolescência, gostamos de lembrar de festas, passeios, momentos engraçados, colegas divertidos, professores legais, vizinhos inesquecíveis.

Guardamos carinho por tudo que vivemos, lugares que moramos, pessoas que conhecemos… De vez em quando nos pegamos no youtube assistindo programas do passado, assistimos novelas dos velhos tempos, desenhos que faziam nossa alegria, lembramos de músicas que participaram da nossa história. Somos saudosistas sim, e talvez essa seja uma forma de escapismo, para poder nos esquecer nem que seja por algum momento, a dureza dos dias atuais. Então procuramos aquele velho filme gostoso de assistir, ou matamos saudades com aquela playlist flashback. Adoramos nos transportar, sair desse tempo, e viver num mundo paralelo de lembranças, que nos servirão como anestesia as feridas causadas pelas circunstâncias atuais. Além do mais, quando nos sentimos sufocadas pela maldade, ou por sentimentos tóxicos, buscamos algo que limpe nossa aura, e lembrar e viver coisas passadas nos faz isso, uma virginiana pode até ver um desenho que ela tanto gostava na infância, quando tiver passando por momentos ruins, isso não irá resolver nada, é claro. Mas aliviará a carga de suas preocupações.

Vale ressaltar que nos alegramos com pequenas coisas, somos bobas, e adoramos mesmo bobagens. Ficamos felizes em ganhar doces, quando a vizinha nos presenteia com frutas que ela trouxe de seu sítio, ou quando alguém nos dá uma revista pra ler, mesmo sendo velha, mas se a capa for das boas, logo, nos interessamos! Bobagem né? Mas virginiana é assim, se alegra na simplicidade… ( Meu Deus, precisamos ser estudadas hahahahaha)


Sem falar que estranhamos quando tudo vai bem, sabe quando tudo estiver dando certo na vida de uma virginiana, ela ficará desconfiada, esperando o problema da vez. Gostamos que tudo dê certo, mas estranhamos quando tudo dá certo, é como se não estivéssemos  convivendo na própria realidade.

Vemos  tudo indo bem, ajeitar-se, acertar-se, mas algo dentro da gente diz: “Prepare-se, mantenha os pés no chão, tudo pode mudar “  é exatamente por isso que não nos deslumbramos com nada. Quando recebemos amor de mais, elogios demais, considerações demais, nos preocupa, algo mexe com a gente. É como se a felicidade nos desse um pouco de medo. A gente pensa: “Opa, tudo está saindo tudo tão certinho, é isso mesmo, é comigo mesmo?”

Sem falar de nossas cismas, porque virginiana é cismada. Estamos sempre desconfiadas que estão rindo, cochichando, falando mal da gente pelas costas. Criamos paranoias de que as pessoas estão sempre conspirando contra a gente, acreditamos que todos nos odeiam e querem nos ver pelas costas… E temos motivos para isso, pois fazemos inimizades com facilidade, por conta da nossa sinceridade. Pois em terra de falsos, virginiana é rainha!

Não somos o tipo super popular das redes sociais, porque não sentimos necessidade de agradar ninguém. Não precisamos curtir fotos de pessoas desagradáveis, principalmente quando sabemos que a pessoa não vale nada, e que nas redes sociais ela não passa de um personagem. Compartilhamos o que temos vontade, expressamos nossa opinião, e dane-se quem não gostar, não concordar e não curtir. É simples resolver esse problema, basta deixar de nos seguir…


Virginianas não vêm ao mundo para tentar agradar ninguém, elas sempre farão o que achar que é certo, e o que tiverem vontade. Ignoramos se A ou B não vai gostar, a rede social é minha, afinal, porque eu tenho que me importar em agradar? Quem se importa comigo?

Um devaneio virginiano é que ele sempre será líder em qualquer grupo, em qualquer lugar, é da nossa naturalidade e essência  assumir a frente das coisas, e estar no controle de tudo. Não nos vemos na base, mas sempre no topo. Sempre seremos o líder da matilha!( alguém freia esse signo, por favor ! )

Mas apesar de tudo, da nossa altivez, pose, maluquices, indiferenças… nós nos comportamos como crianças desprotegidas quando somos machucados, temos uma fragilidade de cristal egípcio, e sempre precisamos do conforto de um ombro amigo, um colo, abraço, quando a aflição chegar. É difícil para uma virginiana não ter com quem se abrir, estamos sempre precisando desabafar, dividir nossas mágoas, expor lamentações…

Talvez essa fragilidade, seja a grande responsável pelo jeito virginiano de ser.  Intenso, natural, maluco, espontâneo e verdadeiro… Simplesmente virgem.


A vida não está no futuro como algo a ser atingido. Está aqui e agora, neste exato momento!

Artigo Anterior

As decepções ensinam o coração a agir com a razão…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.