ColunistasRelacionamentos

Dia dos namorados – difícil ficar indiferente com tantos corações e pombinhos flutuando por aí…

Vem chegando o dia dos namorados. Difícil ficar indiferente, quando se está sendo bombardeado de todos os lados por corações, pombinhos e casais que se beijam entre troca de presentes e juras de amor eterno. 

A mídia não perdoa e coloca mil e um cupidos em serviço para movimentar o comércio e aumentar as vendas!



Sim, é um dia criado pelo comércio, que assim como outras datas comemorativas, aproveita-se das nossas relações afetivas para alavancar resultados. Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia das Crianças, e por aí vai…

Mas sendo um pouco mais racionais, entendemos que relacionamentos devem ser celebrados todos os dias com tolerância, carinho, respeito e que, a data é meramente simbólica.

Por isso, você não tem que se sentir triste ou tender à depressão, só porque está sem companhia neste momento.

Nada de ficar curtindo fossa e choramingar como se fosse o dia mais importante do mundo.

Aproveite para encontrar os amigos que estão na mesma vibe e sair pra dançar.


Quem sabe  organizar um jantar colaborativo com a galera, para rir , bebericar um bom vinho e falar besteiras.

Que tal  se presentear com algo que você está muito a fim?


Afinal de contas, você é sua melhor companhia!

Lembre-se: no dia seguinte,  tudo volta ao normal e a vida segue como sempre.

Afinal, como diz uma amiga minha:


-No Dia do Índio,  você não sofreu porque não tinha um curumim, né?

Ame-se!

Siga feliz a carreira solo. Qualquer dia desses o amor pinta.

Namastê. CristinaHARE. #osegredodehare

_____________


Direitos autorais da imagem de capa: ammentorp / 123RF Imagens

Desculpa se eu ignoro o seu rancor, estou ocupada sendo feliz.

Artigo Anterior

É por isso que seu cão inclina a cabeça, de acordo com a ciência:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.