Dica de filme: alexandria

6min. de leitura

Hipátia de Alexandria foi uma Astróloga, Matemática, Filósofa e Professora grega. Não estamos falando aqui de uma simples mulher, mas sim de uma das poucas figuras femininas conhecida na história. Sou uma grande admiradora dessa mulher forte e sábia.



Você que é mulher ou gosta de filosofia, astronomia e matemática, vai amar essa indicação de filme.

Basicamente o filme Alexandria conta a história de Hipátia. Eu fiz um breve resumo sobre a história dessa grande mulher, muito bem interpretada pela linda e talentosíssima atriz / modelo britânica Rachel Weisz‎.

Se você não sabe quem é Hipátia, não precisa ficar envergonhado.


São poucos os que ensinam sobre esta grande mulher.

Quem foi Hipátia?

Hipátia de Alexandria foi uma Astróloga, Matemática, Filósofa e Professora grega.

Filha do Matemático Teón, cresceu em meio a estudos, leituras, busca por conhecimentos e respostas.


Foi membro da Escola Neoplatônica de Alexandria, no começo do século V.

Não estamos falando aqui de uma simples mulher, mas sim de uma das poucas figuras femininas conhecida na história. Sou uma grande admiradora dessa mulher forte e sábia!

Ela escreveu sobre geometria, álgebra, astronomia e melhorou o desenho dos astrolábios (instrumentos para determinar as posições das estrelas) entre outros feitos.

Assassinato de Hipátia: claro que todas as mulheres que pensam e tentam mudar o que está errado na sociedade e na política sofrem ameaças, Com a nossa querida Hipátia não foi diferente.

Isso acontece desde que o mundo é mundo. Ela foi assassinada de forma brutal e humilhante.

Seu assassinato aconteceu por interesse político e religioso. O Bispo daquela época, Cirilo de Alexandria, interessado em “derrubar” o governo de Orestes, via em Hipátia uma ameaça a seus interesses.

Hipátia era uma das principais conselheiras de Orestes (Prefeito do Egito e ex-aluno dela). Cirilo manipulou seus fiéis cristãos a perseguirem a filósofa.

Os primeiros afrontos contra o conhecimento e a filosofia começaram com o incêndio na  Biblioteca de Alexandria.


A famosa biblioteca de Alexandria

Local onde Hipátia lecionava e compartilhava seus conhecimentos.

Nesta biblioteca ficavam as principais teorias e respostas para muitas das nossas perguntas.

Os poucos documentos que restaram do incêndio foram guardados a sete chaves.  Tudo isso com a intenção de desmoralizar Hipátia, acreditando que o incêndio na Biblioteca a impediria de lecionar.

Ledo engano, meus caros!

Hipátia ensinava seus discípulos do conhecimento em sua própria casa.

Não contente com o incêndio da Biblioteca, Bispo Cirilo criou regras e normas nas quais as mulheres deveriam se abster de falar ou palpitar sobre temas políticos e religiosos, com a intenção de que Hipátia não influenciasse mais nas decisões de Orestes. Porém, nada detenha a poderosa e sábia Hipátia e ela continuou participando e opinando no conselho.

Até o dia em que Cirilo pediu para que ela e outros membros do conselho jurassem sua fé e se ajoelhassem ao Cristianismo. Hipátia não se curvou a nenhuma religião, pois sabia que tudo aquilo era um teatro político, e respondeu, para surpresa de todos, que sua devoção era a filosofia.

E esta foi a gota d’água que faltava para o Bispo condená-la como bruxa, herege e agnóstica.

Dando início às perseguições à filósofa. E assim foi o fim da nossa grande filósofa.

Linchada e humilhada, praticamente em praça pública.


A todas as “Hipátias” da atualidade

Desde sempre, mulheres que pensam e fazem diferença num mundo tão machista são caladas de forma inescrupulosa.

Somente para finalizarmos, Bispo Cirilo conseguiu derrubar Orestes do poder e após sua morte foi canonizado.

Minha pergunta é:

– Depois de Hipátia, quantas “Hipátias” morreram e nós desconhecemos?

E até quando perderemos mais “Hipátias”?

Meu verdadeiro desejo é viver um dia em mundo onde as mulheres, com “M” Maiúsculo, tenham voz ativa e merecido respeito por sua existência.

Digo mulheres com “M” Maiúsculo, porque muitas esqueceram o que é SER Mulher.

Este texto ofereço a todas as “Hipátias” pensadoras, buscadoras de conhecimento, justiça e a todas as mulheres que calam seus conhecimentos para preservar suas vidas.

#por um mundo com mais Hipátias.


Direitos autorais da imagem de capa: divulgação do filme

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 15/04/2018 às 5:50






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.