Dica de ouro para fazer diferente em 2018!

5min. de leitura

Agora que 2017 já está acabando, chegou a hora de definir as metas para o novo ano.



Porém, é possível que a sua lista de desejos para 2018 tenha velhos conhecidos.

Tratam-se de mudanças que você tenta promover há algum tempo, mas que ainda não conseguiu.

E ao tentar várias vezes, sem obter êxito, o verdadeiro obstáculo pode estar na maneira com que você lida com o objetivo.

Dependendo de sua postura com relação à meta, podem surgir soluções melhores e menos complicadas para finalmente realizar seus sonhos.



Então, se você já está cansado de tentar e não conseguir, confira neste artigo uma dica de ouro para fazer diferente em 2018!

O que não funciona

Antes de vermos a dica é bom relembrar o que não funciona. Por que? Porque nossa mente é especialista em repetir padrões e ela considera como seguro aquilo que é conhecido ou familiar.

Se você tem um hábito que não o ajuda na meta, a tendência é repeti-lo, afinal, vivemos boa parte do tempo em modo “piloto automático”. Ou seja, fazemos como sempre fizemos, pois é confortável e menos trabalhoso.

No entanto, estar consciente das ações e ideias que o afastam de seus sonhos constitui uma excelente maneira de parar de fazer “mais do mesmo”.


Então vamos lá, alguns exemplos do que não funciona são:

  • criar justificativas para explicar por que as coisas não deram certo
  • explorar exaustivamente as possibilidades de como você poderia ter feito diferente
  • focar pensamentos e conversas no quanto as coisas vão mal
  • reforçar ideias pessimistas (“Até eu já desisti de mim”, “Não vou conseguir mesmo”)
  • considerar que é natural estar perdido e longe dos seus sonhos (“Não faço ideia do que estou fazendo”)

A razão pela qual tais hábitos dificultam o seu caminho é que todos possuem algo em comum: foco no problema. Perceba que nenhum deles ajuda a descobrir maneiras de aproximar você de seus sonhos.

O problema você já conhece, então, não é necessário gastar tempo e energia com ele. Além disso, reforçar ideias e cenários negativos pode levar ao desgaste emocional e diminuir a sua motivação.

Vejamos agora o que pode ajudar.


A dica para fazer diferente em suas metas de 2018

Para fazer diferente, basta seguir o oposto do que não funciona. Ou seja, mantenha o foco na solução.

São soluções que  ajudam a superar obstáculos e progredir em seus objetivos. Portanto, são elas que merecem a sua atenção. Mas como exatamente você pode fazer isso? Com perguntas e ações específicas:

  • Qual é a minha situação atual? (onde você está em relação ao seu objetivo, no início, no meio do caminho?)
  • Onde exatamente eu quero chegar? (Ex: “correr 5 km, 2 vezes por semana no parque perto de casa” é bem mais específico que “praticar exercícios com regularidade”)
  • Que habilidades e recursos eu tenho para realizar meu objetivo? (talentos, conhecimentos, objetos, pessoas)
  • O que eu preciso para chegar à meta? (conhecimentos, técnicas, habilidades, objetos)
  • O que as pessoas que conseguiram fizeram e quais destas soluções eu ainda não tentei?
  • O que estou disposto a fazer/deixar de fazer nesta semana que me ajuda na meta? (defina ações específicas, com detalhes como data e lugar)

São tantas perguntas e ações voltadas para resolver o problema e chegar no objetivo, que não sobra tempo para a negatividade.

À medida que encontrar e realizar suas próprias soluções, você terá aquela sensação incrível de que está progredindo e chegando mais perto daquilo que deseja para sua vida. Você passará a ter um ciclo de motivação, pois cada nova vitória provará que você é capaz de seguir em frente.

Então lembre-se, mantenha o foco na solução e boa sorte em suas realizações de 2018!

Aproveite e conte aqui nos comentários o que você deseja fazer diferente no próximo ano?

____________

Direitos autorais da imagem de capa: spukkato / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 19/12/2017 às 4:36






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.