Dicas para ficar zen

5min. de leitura

Ser zen é viver de maneira consciente, num conjunto de hábitos que atuam diretamente no nosso equilíbrio e felicidade.

Muitos associam a palavra zen a uma ideia de alguém calmo e passivo, não importando o quão ruim possa ser uma situação. Porém, apesar de zen ser um estado de tranquilidade diante das circunstâncias adversas, esse modo de viver não é nada passivo. Pelo contrário, ser zen é ter uma postura ativa e desperta perante a vida, é um estar atento sobre si mesmo e aquilo que o rodeia.



Por que nos estressamos? Porque muitas vezes agimos no automático, sem refletir muito sobre as consequências dos nossos atos, colocando-nos em uma situação desgastante e, algumas vezes, de árdua resolução. Ser zen é viver de maneira consciente, num conjunto de hábitos que atuam diretamente no nosso equilíbrio e felicidade.

Abaixo citarei algumas dicas para ajudá-lo a evitar estresses, vivendo de uma maneira mais zen:

  • Não tente provar nada para ninguém! Isso pode ser muito desgastante, pois há um desprendimento de energia para o outro que poderia ser usado em benefício próprio. Volte seu olhar para si mesmo, para os seus sonhos, comparando o você de ontem com o de hoje. O tentar provar nos leva à competição e a ser alguém que não somos. Não seja um personagem de si mesmo. Em realidade, todos somos únicos.
  • Viva o agora. Nada gera mais ansiedade que viver preso ao passado ou sofrer por eventos que ainda não aconteceram. Somos responsáveis por nossos atos, porém não somos detentores de total controle sobre os desfechos em nossa vida. O excesso de expectativas gera uma angústia que é completamente prejudicial ao presente. Cuide do seu hoje!
  • Sabemos o quanto a vida moderna é corrida, como se estivéssemos, independentemente da idade, numa luta contra o tempo. Mas, apesar disso, precisamos sim de um momento de relaxamento, aquele que você simplesmente para e não faz nada! Nenhum plano, nenhuma atividade, nenhuma reflexão… nada. O completo ócio é necessário para seu corpo e mente respirarem, relaxarem e se revigorarem.
  • Seja você mesmo! Tentar ser o que não é ou não se aceitar costuma ser bastante desagradável.
  • Seja seu melhor amigo. A nossa mente pode sabotar nossos planos sem que percebamos.
  • Não reclame tanto. Segundo a filosofia budista “a lamentação apaga a boa sorte”.
  • Tente ver uma situação por outro ângulo. Se andamos em círculos, é porque a resposta para nosso problema não está certa. Não insista no erro.
  • Seja mais positivo, ainda que as circunstâncias não estejam tão favoráveis. Há sempre uma saída para tudo.
  • Transforme veneno em remédio. Pegue aquele obstáculo e tire algum proveito dele. São nas horas difíceis que tiramos os maiores aprendizados.
  • Não critique tanto. Além de ser uma atitude grosseira, não acrescenta em nada, pelo contrário, somente gera desgastes desnecessários.
  • Abrace mais, sorria mais, ame mais.
  • Veja alegria nas pequenas coisas. Saborear um café fresco, estar na presença de pessoas queridas, contemplar um céu estrelado, fazem bem ao coração.
  • Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje. A desorganização e o acúmulo de tarefas geram momentos de irritabilidade.
  • Separe um momento da semana para estar em contato com a natureza. É importantíssimo para recarregar as energias.
  • Seja grato. Nada é mais bonito que pessoas com gratidão no coração.

Direitos autorais da imagem de capa: deklofenak / 123RF Imagens


Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 15/08/2018 às 5:28






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.