publicidade

A disciplina é uma grande amiga!

Desde a minha  pré-adolescência eu ouço a música “Há tempos” da extinta banda Legião Urbana.



Confesso que quando eu era mais jovem eu não via sentido nessa afirmação: “disciplina é liberdade”.

Eu não conseguia conceber a ideia de alguém submetido à disciplina ser livre, enfim…pura imaturidade minha.

Hoje, eu vejo essa afirmação fazendo total sentido na minha vida e na vida das pessoas ao meu redor. Não, eu não sou louca e não estou defendendo a volta da ditadura militar, posso explicar. Várias circunstâncias me ajudaram a desmistificar essa declaração cantada por Renato Russo.

Cito uma delas aqui: no meu primeiro semestre de Psicologia, eu estava com o meu cronograma de estudos super em dia.  Eu ia à aula pela manhã, e, à noite, eu revisava a matéria toda e ainda fazia pesquisas adicionais. Fiz isso o semestre inteiro com todas as disciplinas. O período de provas chegou e eu não tive nenhuma dificuldade, percebia meus colegas enlouquecendo com as provas e eu, super tranquila.

Ao final do semestre, veio meu boletim recheado de 10. Foi milagre? Não! Foi fruto de uma disciplina, diga-se de passagem, super tranquila. Eu consegui me sentir livre em plena semana de provas, pois não deixei nada acumular. Infelizmente, eu relaxei nos semestres posteriores e não mantive a minha rotina de estudos, então as semanas de provas são uma amostra grátis de um filme de terror. Mas vou voltar…preciso.


Percebo que o termo disciplina é muito mal interpretado. É como se ela estivesse sempre associada à repressão ou algo do gênero.

Mas não é por aí. Somente os disciplinados conseguem chegar ao final de um projeto e colher os louros. Praticamente tudo de positivo que experimentamos passa pela disciplina. Emagrecer, requer a disciplina de se alimentar adequadamente  e se exercitar. Comprar um imóvel, por exemplo, requer a disciplina de economizar.

A disciplina precisa ser vista como nossa amiga, ela sempre nos dá resultados maravilhosos. Se você discorda, vou te lembrar o seguinte: temos  duas opções, sermos disciplinados e atingirmos os nossos objetivos ou sermos descompromissados e não chegarmos a lugar nenhum. De uma forma ou de outra, experimentaremos algum desconforto.


Creio que a primeira opção é bem mais compensadora. Você que lê esse artigo agora, analise a sua vida e responda a si mesmo: as suas conquistas mais gratificantes passaram ou não pela disciplina? Vejo a disciplina como um depósito diário numa poupança que será resgatada no momento oportuno.

Não importa o valor do depósito, o importante é que ele aconteça diariamente ou no intervalo de tempo que o objetivo requer. Espero ter feito uma boa defesa da tão temida disciplina.

Viva a disciplina… ela nos faz livres. Paradoxal, mas é fato.

_________

Direitos autorais da imagem de capa: gajus / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.