Do que adianta apagar as fotos, se a alma fotografou tudo?

Enfrentar o luto por alguém que está vivo é uma experiência muito dolorosa, pois você precisa administrar muitos sentimentos enquanto o coração sangra.

Você precisa ter maturidade resiliência para suportar a saudade, enquanto a memória é bombardeada por lembranças lindas.

Você precisa se esforçar para cuidar de si, mesmo percebendo tudo sem cor, sem sabor, sem energia, sem vida…tudo cinzento.

Há, ainda, aquela desilusão, que faz você olhar o seu futuro e ter a sensação de que existe um muro intransponível a sua frente, sinalizando a sua impossibilidade de ser feliz com alguém novamente.

É preciso muita responsabilidade para não sair por aí usando outras pessoas como muletas para se apoiar e fingir que “o baile seguiu”. Tem que ter maturidade para evitar se envolver apenas para mostrar ao ex que a fila andou.

Calma, você não precisa provar nada a ninguém e, até onde eu saiba, chorar o seu luto não o faz fraco, mostra a sua humanidade.

Você vai sangrar um pouco em cada processo, até mesmo com a ruptura com a pessoa nas redes sociais. Sim, vai doer pra caramba quando você se der conta de que aquele(a) que foi a sua notificação favorita está ausente dos seus contatos.

Talvez você exclua fotos de vocês, mas do que adianta se a alma fotografou tudo? Pode ser que você apague todas as conversas, e talvez se arrependa por isso, porque, vez ou outra, você vai sentir a necessidade de ouvir aquele áudio lindo para amenizar os efeitos da abstinência que assola a sua paz.

Você vai perceber as horas mais lentas que o normal, como se elas tivessem tirando sarro da sua cara, tripudiando em cima da sua tristeza.

Você vai acordar várias vezes durante a noite, ficar tombando na cama, olhando o celular e torcendo para que chegue uma mensagem dele(a).

Vai achar que está pouco e vai fuçar as redes dele(a) e entrar na paranoia diante de algumas interações que ele(a) faz por lá. Tente não fazer isso, está bem? Isso não vai ajudar em nada!

Inevitavelmente, você vai se lembrar daquela viagem de vocês e vai ter a sensação de que devia ter dado mais atenção a ele(a), você vai sentir remorso. Quer um conselho? Você fez o que pode fazer, perdoe-se! Ele(a) também deve ter errado muito! Numa relação, ninguém erra sozinho.

Bem, os dias vão passar a conta gotas, mas a etapa do luto será cumprida, e, quando menos esperar, você vai se perceber inteiro(a), leve, sem ressentimentos e sorrindo de novo.

Vai passar, é assim mesmo, quando a gente se joga numa relação, já temos que ter em mente que a ruptura é uma grande possibilidade, cedo ou tarde ela pode acontecer. E, ela sempre chega com dor, ainda não inventaram um rompimento indolor, de uma forma ou de outra vai doer.

Talvez doa mais em um do que no outro, mas ambos serão afetados. Mas, a boa notícia é que tudo passa, a gente supera, sempre. Força para você!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF / Imagens




Deixe seu comentário