Esse coração partido vai ficar inteiro novamente



Eu sei que não é tão simples assim, conheço bem esse sentimento que nos devasta quando um relacionamento acaba. Sei também que determinadas rupturas nos trazem, além do luto, um sentimento de revolta ao nos darmos conta de que o nosso sagrado, que ofertamos sem reservas, foi pisoteado.

Eu imagino que você esteja sangrando por dentro. Faço ideia das suas noites em claro e das suas manhãs saindo da cama sem nenhuma energia, encarando um dia inteiro de afazeres pela frente.

Sei bem do esforço descomunal que fazemos para impedir que as lágrimas caiam em pleno expediente de trabalho ao lado dos colegas, durante uma aula na faculdade, numa fila da padaria…

É provável que você tenha dedicado boa parte do seu tempo rastreando as redes sociais do seu ex, à procura de vestígios que lhe tragam ainda mais dores. Talvez você tenha encontrado postagens dele com outra mulher, esboçando uma felicidade descomunal. Talvez o novo casal esteja fazendo uma bela viagem e você se dá conta de que, quando você e ele estavam juntos, não existiam viagens, não tinha nada disso. Tudo era regrado e você vivia se desdobrando para ajudá-lo a sair das dívidas.

Imagino que, por mais bonita que você seja, você está se comparando à nova namorada dele, e, como está com a autoestima triturada, sente-se inferior a ela em absolutamente todos os quesitos.

À essa altura, você não consegue achar mais nada de interessante em si mesma. Como se estivesse se olhando com uma lente toda deformada, só consegue enxergar defeitos em si, como se fosse a última mulher da face da Terra que pudesse despertar o interesse de alguém.

Todas as suas conquistas, todo o seu histórico de lutas recheado de determinação e resiliência, tornaram-se algo completamente banal à sua percepção nesse momento da sua vida.

Mergulhada nesses dias cinzentos e melancólicos, é possível que esteja obcecada com a ideia de se vingar do seu ex por tê-la deixado, ou por ter frustrado o seu amor, a sua confiança e as expectativas que foram alimentadas durante o relacionamento de vocês.

Mas você aceita um conselho de quem já sentiu isso na pele? Esqueça essa ideia de vingança ou de mostrar a ele que deu a volta por cima. Se eu dissesse que é fácil, estaria mentindo, mas é perfeitamente possível você mudar o foco.

Passe a cuidar de si mesma. Invista em atividades que lhe sejam prazerosas. Se for o caso, inicie uma rotina que inclua atividades físicas, vista-se diferente, mude o cabelo, volte a estudar, faça aula de dança, comece a escrever, faça novos amigos, alimente-se melhor, programe passeios, uma viagem com uma amiga. Enfim, vale pintar e bordar, só não vale desperdiçar a sua energia rastreando a vida do seu ex e se depreciando.



Não invente de se relacionar sem empolgação, apenas para que chegue ao conhecimento do seu ex. Não faça isso com você, isso é uma forma de se violentar, sabia? Outra coisa: nessa brincadeira, você poderá machucar o coração de um cara bacana que pode estar bem intencionado e ofertando o melhor dele, mas você não estará receptiva por estar acorrentada emocionalmente ao seu ex.

Moça, entenda uma coisa: isso vai passar, afirmo isso com propriedade. É uma questão de tempo, e também das atitudes que você tomar. Quanto mais investir em si mesma, mais rápido sairá desse cativeiro emocional.

Pare de se comparar, pare de tentar provar, a quem quer que seja, que você já superou. Você não deve explicação a ninguém. Viva a sua dor com dignidade, entendendo que ela tem um prazo de validade.

Um dia, você vai se lembrar deste texto. Um dia, você vai olhar para trás e pensar: como fui capaz de sofrer tanto por aquela situação? E vai rir muito com as amigas, vai por mim.

Ah, já ia me esquecendo, quando seu coração estiver pleno, transbordando paz e contentamento, um outro amor chegará.

É assim que acontece, e será amor de dentro para fora, amor que você desconhece, reafirmando a mensagem da música do Jota Quest. Seja feliz, moça, cuide-se!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF / ondrooo






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.