publicidade

Estamos preparados para inverter os papéis com nossos super-heróis?

Hoje eu acordei e percebi que o meu super-herói está perdendo os seus poderes. E depois de 84 anos ele se revelou, tirou a máscara. E se mostrou como realmente é: o meu velho pai. 

E, de repente, a vida se mostra como ela é: um filme sem roteiro e sem edição. E a realidade é bem mais cruel que a fantasia. Pois, ela nos mostra o lado mais humano de nosso herói: a fragilidade de um homem idoso.



E percebemos que os seus poderes já não funcionam como antes. E que a cada dia ele se torna mais humano, e menos herói. E que a idade vai se revelando e nos mostrando o óbvio: um dia os papéis se invertem, e passamos a ser pais de nossos pais.

E que esse papel temos que representar, sem maquiagem e sem dublê. E por mais natural que seja, não estamos preparados para atuar nesse roteiro.

Pois não temos os mesmos poderes que o nosso super-herói.

E percebemos que a vida não é um filme. Não tem ensaio, nem gravação. Não temos sequer roteiro. E temos que ir improvisando, porque ninguém vai nos dirigir nessa inversão de papéis.

E temos que dar o nosso melhor. E mesmo sem tempo para ensaiar, temos que acertar e viver o nosso maior desafio: retribuir, com amor, as alegrias que o nosso herói nos proporcionou.


E nosso herói, que sempre foi forte, inteligente, dinâmico, cheio de energia, agora, está começando a perder seus poderes… Já não tem a mesma disposição de sempre. De repente bateu a idade… E ela não dá trégua. Ela nos lembra o tempo todo que não podemos ser mais como éramos antes. E o mais difícil nessa mudança repentina é aceitar que ela não tem volta. E que um dia o filme acaba.

Ontem, ele era o meu herói. Hoje sou eu quem o carrega. E o mais difícil é a mudança dos papéis. Perdemos o nosso herói e de repente temos que arranjar forças para retribuir tudo o que ele fez por nós.


Difícil perder o nosso herói, porque sempre acreditamos que os super-heróis não envelhecem. E mais difícil que se adaptar à nova realidade, é aceitar que, com a inversão de papéis, o roteiro muda. E temos que nos adaptar e improvisar, quer tenhamos ou não talento.

Por que o roteiro não se realiza sozinho. E o diretor é muito exigente. E que os heróis não são eternos!

_____________

Direitos autorais da imagem de capa: choreograph / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.